Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Rio

Após protestos, Mangueira amanhece com policiamento reforçado

Jornal do Brasil

O policiamento no entorno da Favela do Metrô, na região da Mangueira, Zona Norte do Rio, foi reforçado na manhã desta quarta-feira (8).

Na noite de terça-feira (7), houve confronto entre a polícia e moradores da comunidade, que protestavam contra a remoção de casas do local. As manifestações aconteceram por volta das 20h30 e a Radial Oeste só foi liberada por volta da 1h.

Cerca de 50 manifestantes bloquearam a passagem de veículos com barricadas e entulhos, que foram incendiados. Os policiais usaram bombas de efeito moral para dispersar os manifestantes.

Pela manhã, um grupo de aproximadamente 70 pessoas já havia fechado a Radial Oeste em protesto. Duas barricadas foram montadas no cruzamento com a Rua São Francisco Xavier. O mesmo local já havia servido para outro protesto no domingo (5), quando um grupo incendiou um ônibus da linha 622 (Saens Peña – Penha) em represália à operação da PM no Morro da Mangueira no sábado (4), que terminou com a morte do jovem Wellington Sabino Vieira, de 20 anos.

Após o protesto, a PM fez outra operação na comunidade que possui uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e tiros puderam ser ouvidos. Segundo a polícia, Wellington não tinha antecedentes criminais. Na segunda-feira, o comércio estava fechado na Mangueira.

Tags: comunidade, confronto, morte, PM, protesto, rito

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.