Jornal do Brasil

Sexta-feira, 22 de Agosto de 2014

Rio

Altas temperaturas devem continuar durante fim de semana no Rio

Mesmo com chegada de frente fria, termômetros devem alterar pouco, segundo Inmet

Jornal do BrasilGabriella Azevedo*

As altas temperaturas não darão trégua no Rio pelos próximos dias. De acordo com previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), uma frente fria deve se aproximar do estado do Rio até o próximo domingo (5), mas mudará pouco os termômetros, reduzindo levemente a temperatura. Nesta sexta-feira (3), a sensação térmica chegou aos 50°C em algumas regiões da capital fluminense, que ficou com as praias lotadas de banhistas. Durante o fim de semana, fortes chuvas podem voltar a ocorrer na Baixada Fluminense, nas zonas Norte e Oeste, mas serão passageiras.

A meteorologista chefe do departamento de previsão do Inmet, Marlene Leal, explica as temperaturas intensas na cidade nos últimos dias. De acordo com ela, uma massa de ar quente concentrada na região Sudeste impede a chegada da frente fria que agora se concentra na Região Sul. Por lá, o tempo é de chuvas.  

“A frente fria que se formou depois do temporal que ocorreu aqui no Rio está sobre a Região Sul do país, e a massa de ar quente seco impede o deslocamento dela. Massa de ar seco pegando as regiões Nordeste e Sudeste, e parte da Centro-Oeste e Norte. Então é uma massa com extensão muito grande no país e bem densa. Isso impede o deslocamento da frente fria, que fica na Região Sul e tem muita chuva”, explica.

Já a sensação térmica, que atingiu a marca de 50°C, é resultado da elevação da umidade, unida às altas temperaturas. De acordo com a especialista do Inmet, a concentração de vapor d’água no ar impede que o suor do corpo evapore, o que gera o desconforto. Marlene ainda explica que, em baixas temperaturas, os parâmetros que determinam a sensação térmica são o vento e a temperatura.

“É uma relação entre a umidade alta e a temperatura. Quando tem frio, os parâmetros que a gente usa que interferem na sensação térmica são temperatura e vento. Com temperaturas mais elevadas, a gente analisa a umidade relativa do ar. Temperatura versus umidade relativa, que é a quantidade de vapor d’água presente no ar. Quanto maior umidade, maior sensação térmica. E o que é isso? O corpo transpira e a umidade sendo alta, o ambiente está com o vapor d’água mais elevado. Você transpira, e com o ambiente úmido, você não consegue secar o seu suor, o que gera um desconforto muito grande”, comenta.

Apesar da chegada da frente fria prevista para este fim de semana, as temperaturas devem baixar de forma moderada, o que deve alterar pouco o quadro térmico na cidade. “Nas próximas 24h, 48h, a frente fria chega a São Paulo e apenas ao sul do Rio do Janeiro, mudando pouco o quadro até domingo (5). A previsão é de tempo bom, chuvas no período da tarde e início da noite, típicas de verão. A região sul do estado, na Costa Verde, Resende, Seropédica e Paraty, deve ter chuvas bastante fortes”, avisa.

Sobre a ocorrência de chuvas nos locais atingidos pelo forte temporal do mês de dezembro, Marlene Leal ainda alerta que fortes precipitações devem voltar a acontecer na cidade do Rio e na Baixada Fluminense, com a possibilidade de ocorrência de chuva de granizo. Apesar disso, a meteorologista afirma que as chuvas devem ter caráter mais passageiro que do temporal que devastou parte do estado.

“Na Baixada, Zona Norte e Zona Oeste, pelo aquecimento, ainda podem ter pancadas um pouco mais fortes, não pode descartar a possibilidade. Pode ocorrer queda de granizo, mas tempo chuvoso mais prolongado não deve ter aqui na capital”, finaliza.

*Do programa de estágio do Jornal do Brasil

Tags: calor, chuvas, inmet, Previsão, Rio, sol, temperaturas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.