Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

Rio

Prefeitura divulga balanço da operação de transporte e trânsito para Réveillon

Jornal do Brasil

A Prefeitura do Rio divulgou o balanço final da operação de trânsito e transporte para a festa de Réveillon em Copacabana. Foram utilizados cerca de 3,5 mil ônibus na operação, que fizeram a ligação de Copacabana a todas as regiões da cidade, incluindo os terminais de transporte como o da Central do Brasil e da Rodoviária Novo Rio e os aeroportos Santos Dumont e Galeão.

Após o fechamento total de acesso a Copacabana, quatro terminais provisórios foram implantados: na Enseada de Botafogo; nas ruas General Polidoro e Real Grandeza próximo ao cemitério de Botafogo; na Lagoa Rodrigo de Freitas próximo ao Corte de Cantagalo e em Ipanema próximo à Praça General Osório. O tempo médio de embarque foi de cerca de 12 minutos com o maior movimento sendo registrado por volta de 0h40, estendendo-se até as 4h. A operação dos terminais provisórios foi coordenada por agentes da SMTR com apoio de profissionais do Rio Ônibus e dos quatro consórcios operadores do sistema na cidade (Intersul, Internorte, Transcarioca e Santa Cruz). Agentes do Rio Ônibus prestaram informações aos passageiros sobre linhas e itinerários dos coletivos. 

Também foi implantada sinalização indicativa dos terminais provisórios e seus serviços ao longo de toda Praia de Copacabana, além da veiculação de mensagens informativas nos três palcos principais do show da virada. Durante a saída do evento, nenhum tumulto foi registrado. 

Acessos ao bairro começaram a ser abertos uma hora antes do previsto 

Os fechamentos viários em Copacabana começaram a ser executados exatamente como o previsto, a partir das 7h, do dia 31. O bloqueio total de todos os acessos ao bairro, inclusive para ônibus e táxis, foi concluído às 22h. A partir deste horário, o bairro de Copacabana foi transformado numa área para pedestres, que puderam acessar a Avenida Atlântica por quatro caminhos (Túnel Novo, Túnel Velho, Corte de Cantagalo e Ipanema). Apesar do fechamento total do bairro, a Prefeitura do Rio não registrou retensões significativas nos acessos a Copacabana e nos bairros vizinhos, sendo mantida a mobilidade em todo o entorno. 

A dispersão do público na saída do evento se deu de forma mais rápida do que a do ano passado, o que permitiu a prefeitura antecipar a reabertura dos acessos a Copacabana. Os primeiros a serem liberados foram o do Corte de Cantagalo e o de Ipanema, que tiveram início às 4h. O último acesso a ser liberado foi o do Túnel do Pasmado, na Enseada de Botafogo, às 5h. A dispersão do público também foi facilitada pela caminhada até os terminais provisórios, localizados fora do bairro de Copacabana. 

A operação contou com a participação de 985 agentes da prefeitura, entre guardas municipais e controladores da CET-Rio, 65 viaturas e 90 motocicletas, que trabalharam para manter a fluidez, coibir o estacionamento irregular, ordenar os cruzamentos, orientar pedestres e efetuar os bloqueios necessários. Também foram utilizados 43 painéis de mensagens variáveis que informaram sobre as alterações no trânsito, os horários e locais dos bloqueios e as restrições de estacionamento, além das condições do tráfego. Além disso, 28 reboques (leves e pesados) da CET-Rio foram posicionados no entorno de Copacabana para desobstrução das vias em caso de enguiço de algum veículo.

Operação Táxi Legal 

A SMTR realizou na madrugada do dia 1º de janeiro Operação Táxi Legal no bairro de Copacabana e acessos, durante as comemorações de Réveillon. Ao todo, 243 veículos foram vistoriados pelas equipes e 32 lacrados por conta de problemas de conservação e documentação obrigatória em atraso. Além disso, houve flagrante de oito táxis fazendo cobrança no tiro, ou seja, estabelecimento de preço fixo sem autorização da prefeitura, e um veículo pirata foi apreendido por fazer transporte irregular de passageiros sob cobrança. Desde o início da operação, 19.683 táxis já foram vistoriados em todas as regiões da cidade, 3.610 lacrados e 430 rebocados. Para denunciar, os cariocas podem utilizar a Central de Teleatendimento da prefeitura, 1746, informando placa do veículo, local de atuação e data. Esta operação tem caráter permanente.

Tags: ação, festa, fiscais, Rio, Trânsito, Transportes

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.