Jornal do Brasil

Quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Rio

RJ: programa que multa por lixo no chão não vai valer na noite de Réveillon

Portal TerraMarcus Vinicius Pinto

Se a multa do programa Lixo Zero fosse aplicada na noite de Reveillon, apenas no bairro de Copacabana, a prefeitura do Rio poderia ter um ótimo caixinha de fim de ano. Com multas que variam de R$ 98 a R$ 3 mil, os homens da Conlurb e da Guarda Municipal poderiam fazer uma ótima arrecadação contra quem suja a cidade. Mas isso vai ficar apenas no pensamento. A partir das 18h desta terça-feira, o programa Lixo Zero deixa de valer na cidade para que cariocas e turistas possam comemorar a passagem de ano sem ter que se preocupar com isso. "Até porque seriam apenas 250 homens contra mais de 2 milhões de pessoas", disse Vinicius Roriz, presidente da Companhia Estadual de Lixo Urbano (Comlurb), que reafirma que até as 18h do último dia do ano, turistas e cariocas podem ser multados por jogar lixo no chão.

Na semana passada, a Comlurb fez um balanço de quatro meses do programa. Já atuante em 55 bairros da cidade, o Lixo Zero aplicou um total de 23.320 multas, a maioria de pequenos resíduos. Dessas, 3.678 já foram pagas e 10.883 ainda não. Jogar uma latinha de refrigerante no chão pode custar R$ 157, enquanto uma garrafa de cerveja ou champanhe, por exemplo, pode chegar a doer no bolso R$ 392. A multa pode ser paga no banco - caso não seja paga, o infrator pode ter o nome sujo.

Sem ter como entrar nessa briga, a empresa vai com um verdadeiro exército às ruas do bairro para que tudo fique limpo até às 10h do dia 1º de janeiro. Das 18h até pouco antes do evento cerca de 125 homens vão trabalhar na limpeza do bairro. A partir das 22h, o exército de laranjinhas (a cor do uniforme da Comlurb) dobra até 4h, quando um batalhão de 1155 homens começa o trabalho pesado de limpeza. "Durante a noite, vamos ter compactadores em pontos estratégicos do bairro, para o lixo recolhido vai ser levado. A partir das 4h, entra o serviço mais pesado", diz Roriz.

A previsão do presidente da Comlurb é conseguir cumprir o prazo de entregar as praias limpas até o início da manhã. "É um prazo apertado, mas vamos tentar cumprir", afirmou, dizendo que na Jornada Mundial da Juventude o horário de limpeza foi antecipado, mas levando em conta que o evento terminou bem mais cedo do que a previsão do Réveillon. De 2012 para 2013, as ruas do bairro foram liberadas a partir das 4h para o tráfego de veículos, embora a intenção inicial fosse liberar às 6h. A previsão deste ano segue igual.

Tags: ano novo, Copa, fogos, praia, reveillon, Rio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.