Jornal do Brasil

Quinta-feira, 24 de Abril de 2014

Rio

Polícia do Rio prova ligação de organizada do Fla com traficantes

Portal Terra

Segundo reportagem veiculada nesta terça-feira pela TV Globo, a Polícia Civil do Rio de Janeiro encontrou provas do envolvimento de líderes da torcida organizada Jovem Fla com traficantes e milicianos da capital fluminense. As evidências foram obtidas por meio de escutas telefônicas da Operação Fair Play, que investiga conflitos entre torcidas de futebol.

Torcedores rubro-negros que tiveram a prisão preventiva decretada pelo assassinato de um vascaíno, em agosto de 2012, foram ouvidos em conversas com integrantes do crime organizado. Em uma das escutas, o chefe da Jovem Fla, Carlos Renato Silva Santos, o Macedo, pede que um traficante leve cocaína a um bar onde a organizada estava reunida: "vem, aqui tem pó. Faz o seguinte: traz pó daí", diz ele.

Dos 11 membros da Jovem Fla que tiveram a prisão decretada, oito foram para a cadeia e três estão foragidos. A polícia também descobriu que seis torcedores deste grupo eram responsáveis por fazer escolta armada do ônibus da organizada até os jogos, dirigindo motos descaracterizadas e acompanhando o veículo.

Com trabalho conjunto das polícias do Rio de Janeiro, de Santa Catarina e do Paraná, a Operação Fair Play também identificou 40 torcedores do Vasco envolvidos na briga generalizada com a organizada do Atlético-PR, na Arena Joinville, na última rodada do Campeonato Brasileiro. Por enquanto, apenas três vascaínos foram presos.

Tags: Flamengo, gangues, Milícias, prisão, torcedores, tráfico

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.