Jornal do Brasil

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014

Rio

Defesa Civil aponta melhora, mas alerta máximo continua no Norte Fluminense

Agência Brasil

A Defesa Civil prevê que a situação deve melhorar no Norte Fluminense a partir de amanhã (14). Na região, uma das mais afetadas, continua o alerta máximo por causa do nível dos rios Muriaé, Itabapoana e Carangola. Na Região Serrana, a situação é estável.

Segundo o coordenador da Defesa Civil do noroeste fluminense, tenente-coronel Marcos Pires de Souza, no norte fluminenses, o solo ainda está encharcado e  há alagamentos. Em Bom Jesus do Itabapoana, 18 pontos da cidade apresentam risco de desabamentos e estão sendo monitorados.

"Neste momento ainda estamos vivendo uma situação de instabilidade, mas houve uma ligeira melhora nas condições em toda região. O município de Bom Jesus do Itabapoana ainda está com o nível do rio [Itabapoana] acima da cota de transbordo, o que retirou nove famílias de suas casas. Elas estão abrigadas no CIEP [centro de ensino] Anacleto, no centro. O Rio Muriaé ainda está dentro da capacidade, mas estamos monitorando. A tendência é de melhora para amanhã", disse o tenente-coronel.

Em Itaperuna, sete famílias estão desabrigadas. Em Laje do Muriaé, 14 famílias ribeirinhas foram desalojadas e a Defesa Civil monitora 87 pontos onde há risco de deslizamento de terra.

Na Região Serrana, os danos foram menores. De acordo com a Defesa Civil de Teresópolis, houve deslizamento de terra em pontos isolados e rolamento de pedras.

Tags: enchentes, expressas, interdições, Rio, temporais, vias

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.