Jornal do Brasil

Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Rio

Sérgio Cabral e o jogo político

Jornal do Brasil

Sérgio Cabral, com sua competência, conseguiu ao longo de sua trajetória votações de peso. Contou inclusive com apoio magnífico de Anthony Garotinho para se eleger senador e, depois, governador.

Mais tarde, conseguiu apoio de Lula e foi reeleito governador.

Agora, preocupado em manter a unidade do PMDB, que nas últimas eleições foi derrotado no Senado, ele prefere ir para o sacrifício fazendo chapa puro-sangue do PMDB.

Ele sabe das dificuldades de Pezão para se eleger, sabe que no segundo turno Garotinho e Lindbergh Farias poderão estar na disputa, e que esse grupo do PMDB nunca esteve atrelado ao PT - claramente irão apoiar Garotinho como sempre fizeram quando Garotinho esteve no governo.

Cabral presta um grande serviço para a unidade de PMDB com o PT, mantendo unido o bloco do PMDB que não esteve, nas últimas eleições, acompanhando Lindbergh no Senado e nem recebeu apoio do PT nas ultimas eleições: Lula e Dilma apoiaram Crivella e Garotinho. 

A manifestação de Francisco Dornelles dizendo que apóia Cabral ao Senado deixa políticos mais bem informados preocupados se o governador será mesmo candidato.

Tags: candidato, partido, urna, votação, voto

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.