Jornal do Brasil

Domingo, 20 de Abril de 2014

Rio

Cabral se exime da responsabilidade pela enchente no Rio

Governador afirmou que foram décadas de abandono

Jornal do Brasil

O governador Sérgio Cabral se eximiu de qualquer culpa sobre a destruição causada pelas chuvas a vários municípios do estado e responsabilizou as décadas de abandono da Baixada Fluminense pelo que ocorreu. Ele, no entanto, não informou o que foi feito em seus sete anos de governo para amenizar ou até acabar com o problema que ano após ano assola o Rio de Janeiro. Cabral explicou apenas que, “como foram décadas de abandono, o governo do Rio está correndo atrás do prejuízo”.

Sérgio Cabral recebeu no Palácio Guanabara dez prefeitos de muncípios atingidos pelas chuvas, além de secretários de Estado. Amanhã ele se reúne no Rio com o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, e com o secretário nacional de Defesa Civil, general Adriano Pereira Junior. No encontro Cabral vai pedir apoio emergencial e verbas para intervenções que ajudem a reduzir os impactos da chuva.

Cabral afirmou ainda que o Projeto Iguaçu, responsável pela dragagem dos rios da Baixada Fluminense, teve sua primeira fase concluída há pouco. Foram retirados do fundo dos rios Botas e Sarapuí, segundo o governador, seis milhões de metros cúbicos de terra e 42 mil pneus. Segundo ele, a segunda fase será licitada em dezembro e janeiro, e a terceira ainda precisa de ajustes em relação a questões financeiras com o governo federal.  

Cabral afirmou que foi criado o Gabinete Integrado da Baixada, que vai reunir representantes dos municípios no Centro Integrado de Comando e Controle do Estado. O objetivo é "otimizar os recursos materiais e humanos" na mitigação dos impactos das chuvas.

Tags: da baixada, de abandono, Fluminense, ocorreu, pelo que, responsabilizou as décadas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.