Jornal do Brasil

Sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Rio

Alagamentos e protestos interditam Via Dutra

Agência Brasil

A Rodovia Presidente Dutra (BR-116), principal ligação entre as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, está com o tráfego interrompido nos dois sentidos na tarde de hoje (11), na região metropolitana fluminense. Os temporais da madrugada e da manhã causaram alagamentos em trechos da via e nos municípios cortados por ela. Por isso, moradores dessas cidades fazem protestos na rodovia, bloqueando os dois sentidos.

As primeiras interdições pela chuva começaram na noite de ontem, no quilômetro (km) 164, na zona norte do Rio. Com a redução da intensidade da chuva, a via foi reaberta, mas voltou a ser fechada pela manhã.

No momento, o quilômetro 164 registra 11 quilômetros de engarramento na pista expressa e oito quilômetros na marginal, no sentido Rio. No sentido São Paulo, as duas pistas estão fechadas no Trevo das Margaridas, trecho onde a via começa.

Já as manifestações bloqueiam a Via Dutra no km 186, em Nova Iguaçu, causando um quilômetro de lentidão nos dois sentidos. A cidade está entre as mais atingidas pelas chuvas e sofre com diversos pontos de alagamento, além do registro de desaparecimento de um homem, que foi levado por um rio. Protestos de moradores também interrompem o trânsito da Dutra entre os quilômetros 194 e 202, nas cidades de Queimados e Seropédica.

Na zona norte, as chuvas alagaram as avenidas Brasil e Leopoldo Bulhões, em Manguinhos, principais vias de acesso ao campus da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Por isso, a Fiocruz orientou funcionários, alunos e usuários de seus serviços a ficarem em casa até que a situação seja normalizada.

A Fiocruz emprega cerca de 7 mil servidores no campus de Manguinhos e, de acordo com a assessoria da instituição, apenas entre 30% e 40% dos funcionários conseguiram chegar ao trabalho nesta quarta-feira. As unidades da instituição localizadas em outras partes da cidade, como o Instituto Fernandes Figueira (IFF), no Flamengo, zona sul do Rio, estão com o funcionamento normal hoje, apesar da chuva.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê que as fortes chuvas na capital fluminense e na Baixada Fluminense devem continuar pelo menos até o sábado.

Tags: enchentes, expressas, interdições, Rio, temporais, vias

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.