Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Abril de 2014

Rio

No Rio, alunos do Ciep Nelson Mandela prestam homenagem ao patrono

Agência Brasil

Cartazes com frases de adeus pelos corredores e fitas de luto nos uniformes. Foi assim que alunos e professores do Centro Integrado de Educação Pública (Ciep) Nelson Mandela, em Campo Grande, na zona oeste do Rio, homenagearam o patrono da instituição, que morreu ontem (5) vítima de complicações respiratórias. Durante à tarde de hoje (6), todas as turmas da escola se reuniram para prestar um minuto de silêncio e cantar o Hino Nacional, além de recitar frases e cantar músicas sobre Mandela.

Segundo a diretora-geral do Ciep, Luci Gomes Cardoso, o legado do ex-presidente da África do Sul permanecerá na instituição. "É uma honra ser diretora da escola que leva o nome de Nelson Mandela, porque a mensagem dele sensibiliza todo ser humano, em todos os momentos. É muito fácil trabalhar em um colégio como este, porque transmitimos o que ele tanto lutava:  união e a não discriminação. As escolas vêm enfrentando muitos problemas, como bullying, mas nós, por meio dos ideais de Mandela, conseguimos elaborar um tema para a nossa instituição: Viver, Conviver e ser Feliz. Nós sempre levaremos o legado dele, porque é disso que as crianças precisam”.

Em 1991, Mandela fez a primeira viagem ao Brasil, um ano após ter sido libertado da prisão, visitou o Ciep. Claudia Doria da Silva Ferreira, atual professora do ensino básico na instituição, acompanhou a visita.

"A visita de Nelson Mandela nessa escola fortaleceu a ideia de igualdade. Foi muito emocionante, a gente nunca imaginou que uma figura mundial e historicamente importante como ele viesse nos ver. Eu não me lembro exatamente as falas dele, mas o que me marcou foi o seu olhar. Um olhar carismático que transmitia toda a sua história e a sua luta por união racial, social e dos povos. O legado dele ficou. Hoje ele é o patrono da nossa escola, uma figura que deve ser ensinada aos alunos", destacou a professora.

Nicolas Niqui, de 7 anos, foi um dos alunos que participaram da homenagem: "Nelson Mandela lutou contra a desigualdade entre negros e brancos. Hoje a gente fez uma homenagem para ele, porque ele morreu ontem”, contou.

Líder da luta contra o apartheid (regime de segregação racial na África do Sul), Mandela inspirou movimentos contra o racismo em todo o mundo. Recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1993 e foi o primeiro presidente negro da África do Sul, com mandato de 1994 a 1999.

 

Tags: áfrica, homenagens, líder, mandiba, morte

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.