Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

Rio

MP-RJ denuncia traficantes suspeitos de torturar jovens e matar um deles

Portal Terra

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) apresentou denúncia à Justiça contra três traficantes suspeitos de torturar dois jovens e matar um deles no morro do Chaves, em Barros Filho, zona norte do Rio de Janeiro. O crime aconteceu em setembro deste ano, depois que as vítimas foram reconhecidas como moradores de uma região dominada por uma facção de tráfico rival da quadrilha.

Os traficantes Diego Silva de Souza, o DG; Maurício Augusto Rodrigues, o Pavuninha ou Digato; e Bruno José de Souza, o BR, foram acusados de tortura qualificada por sequestro e morte. Segundo a denúncia do MP-RJ, o trio e mais cinco suspeitos ainda não identificados torturaram Andressa Cristina Silva Candido e um amigo, Leandro Rodrigues Paulista. Andressa não resistiu às agressões e morreu, porém Leandro sobreviveu e denunciou os agressores à polícia.

As vítimas foram cercadas em um ponto de ônibus por volta das 14h do dia 18 de setembro. Ao tentar fugir, os dois amigos foram ameaçados por um criminoso que portava uma arma de fogo. Levados para um barraco no interior da comunidade do morro do Chaves, os dois foram espancados com pedaços de pau, chutes, tapas, pedradas e marteladas. Cerca de seis horas depois do início das torturas, as vítimas foram jogadas de uma altura de 2 metros no interior de um valão, próximo ao rio Acari. Os dois chegaram a ser ajudados por vizinhos e levados para unidades de saúde, mas a jovem não resistiu.

Os três denunciados tiveram a prisão preventiva decretada e já se encontram sob custódia. Caso condenados, eles poderão cumprir penas que variam de 6 a 31 anos de reclusão.

Tags: denúncia, Ministério, mortes, público, Rio, tráfico

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.