Jornal do Brasil

Sábado, 19 de Abril de 2014

Rio

Chuva provoca morte de uma criança em Macaé

Agência Brasil

Um temporal atinge o município de Macaé, no Norte Fluminense, nas últimas horas, provocando o transbordamento do Rio Macaé, que corta a cidade. Uma criança morreu vítima de deslizamento de terra. As aulas na rede municipal de ensino foram suspensas. Equipes da prefeitura continuam trabalhando para minimizar os transtornos causados pelas fortes chuvas.

No início da tarde, o prefeito Aluízio dos Santos Júnior, sobrevoou a cidade. O mapeamento feito pela prefeitura confirma que todas as bacias hidrográficas do município estão alagadas. O índice de saturação do solo prejudica a drenagem das águas pluviais, pela dificuldade de absorção, tendo em vista o volume anormal de chuvas no período da madrugada (da 0h às 4h), que chegou a 238 milímetros (mm), de acordo com a Defesa Civil Municipal.

As bombas estão operando com capacidade máxima. O escoamento tem ainda como complicador a falta de equilíbrio na vazão, uma vez que o Rio Macaé encontra-se com o nível muito acima do normal. Os bairros que ainda apresentam pontos críticos são Novo Horizonte, Visconde, Miramar, Campo D'este, Sol y Mar e a Avenida Ayrton Senna.

O prefeito Aluízio Júnior está nas ruas com o coordenador da Defesa Civil, Luciano Castilhos, e o secretário de Limpeza Pública, Célio Chapeta, acompanhando os impactos do temporal. No Morro de Sant'nna, uma criança de seis anos morreu soterrada após um deslizamento de terra. No início da manhã, o prefeito esteve com parentes da vítima, no Hospital Público Municipal (HPM). A Defesa Civil está com uma equipe na região e, até o momento, 14 pessoas estão desabrigadas.

A orientação é que as pessoas evitem sair de casa, enquanto o nível do rio continuar elevado. Em situações de emergência, a Defesa Civil deve ser acionada pelo telefone 199.

As 72 unidades de Saúde estão funcionando normalmente. Algumas estão com o efetivo reduzido, por causa da dificuldade de deslocamento dos funcionários. As farmácias municipais, localizadas nas ruas Velho Campos e Télio Barreto ficaram fechadas, também em razão do alagamento.

Devido à intensa chuva de ontem (1º), foram suspensas as aulas na rede municipal de ensino. As atividades serão retomadas depois que a situação das chuvas for normalizada, após a limpeza das 105 unidades de ensino, em que estão matriculados aproximadamente 37 mil estudantes.

Em Macaé, cerca de 90 desabrigados estão no Colégio Municipal Ancyra Gonçalves Pimentel. A unidade, situada na Avenida Amaral Peixoto, está recebendo donativos como alimentos prontos não perecíveis, água mineral e produtos de higiene.

A prefeitura montou uma força-tarefa com equipes das secretarias operacionais como de Obras, de Saúde, Defesa Civil e Agricultura, para auxiliar no atendimento às vítimas.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), desde domingo houve sete horas de chuvas ininterruptas. A Defesa Civil informou que da meia-noite às 2h choveu 134 milímetros. Das 2h às 4h, foram 104 milímetros de chuva forte.

Tags: alagamentos, menino, morte, soterrado, Temporal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.