Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Rio

MP-RJ denuncia 13 suspeitos de tráfico que agiriam pelo CV 

Portal Terra

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou à Justiça e pediu a prisão preventiva de 13 homens acusados de tráfico de drogas e associação para o tráfico em comunidades localizadas nos bairros de Manguinhos e Bonsucesso, na zona norte, e Bangu e Santa Cruz, na zona oeste.

Através de escutas autorizadas pela Justiça e diligências, foram identificadas as tarefas exercidas por cada um dos denunciados. O grupo age em áreas controladas pela organização criminosa autodenominada Comando Vermelho.

De acordo com a denúncia, o grupo possui arsenal composto por fuzis, granadas e pistolas. "Os denunciados aterrorizam a população que vive nas áreas por eles dominadas" diz o documento do MP-RJ. Ainda de acordo com o texto, o grupo é responsável por "roubos e homicídios de integrantes de grupos rivais" e possui um "verdadeiro arsenal de guerra" para enfrentar a polícia.

Leó Barrão

Entre os denunciados está Leonardo Farinazo Pampuri, conhecido como Léo Barrão. Segundo as investigações, ele integra a cúpula da organização criminosa, sendo o responsável pela "caixinha do comando", a distribuição do dinheiro arrecadado entre os líderes.

Léo Barrão, segundo o MP-RJ, exercia o comando do tráfico de entorpecentes no complexo de Manguinhos, para onde mudou sua base de atuação após a tomada do complexo do Alemão. Os promotores ainda descobriram que ele chefia, à distância, o tráfico de drogas da Vila Kennedy, em Bangu.

Leonardo Farinazo Pampuri já está preso porque foi condenado em outro processo. Entre os demais acusados, há criminosos que fugiram de outras áreas onde já foram instaladas Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs).

Tags: comando, crime, justiça, Rio, upp

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.