Jornal do Brasil

Quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Rio

Rio de Janeiro pode se tornar Patrimônio Cultural da Humanidade 

Agência Brasil

Rio de Janeiro - O Rio de Janeiro poderá se tornar Patrimônio Cultural da Humanidade na madrugada deste sábado (30), caso a candidatura da cidade seja aprovada na 36ª reunião do Comitê do Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), que ocorre em São Petersburgo, na Rússia. A decisão deverá ser conhecida por volta das 3h de amanhã. 

O dossiê da candidatura foi entregue em setembro de 2009 ao organismo das Nações Unidas. Em janeiro do ano passado, o Centro do Patrimônio Mundial da Unesco decidiu pela inclusão da candidatura do Rio.

A relação harmoniosa entre a natureza e a intervenção humana é, segundo o Iphan, a âncora da candidatura do Rio. A candidatura listou os principais elementos naturais que tornam original e excepcional a paisagem carioca, como o Pão de Açúcar, Corcovado, a Floresta da Tijuca, Praia de Copacabana e a Baía de Guanabara.

O conceito de paisagem cultural foi adotado pela Unesco em 1992, como uma nova tipologia de reconhecimento de bens culturais, dentro da lista de patrimônios mundiais da organização, que já soma 911 itens. Até agora, os sítios reconhecidos como tal são áreas rurais, sistemas agrícolas tradicionais, jardins históricos e locais de cunho simbólico, religioso e afetivo.

O Brasil tem 18 bens culturais e naturais da lista da Unesco. Estão na lista os conjuntos arquitetônicos e urbanísticos de Ouro Preto (MG) e Brasília, os centros históricos de Olinda (PE), Salvador, Diamantina (MG), São Luís e Goiás (GO), as ruínas de São Miguel das Missões (RS) e o santuário de Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas (MG). Na relação de bens naturais constam os parques nacionais do Iguaçu (PR) Costa do Descobrimento (BA/ES), Serra da Capivara (PI), Jaú (AM), Pantanal (MT/MS), Veadeiros (GO) e Fernando de Noronha (PE).

A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, o presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Luiz Fernando de Almeida, e a superintendente regional do órgão, Cristina Lodi, integram a delegação brasileira.

Tags: 1, 2, 3, 4, 5

Compartilhe: