Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Rio

Complexo de Gericinó ganha duas novas cadeias públicas

Jornal do Brasil

O governador Sérgio Cabral inaugurou, nesta quinta-feira, o novo sistema de identificação dos visitantes na portaria do Complexo Gericinó e, em seguida, as cadeias públicas Bandeira Stampa e José Frederico Marques com capacidade para abrigar mais de mil presos.

Na ocasião, o governador anunciou que vai utilizar a mão de obra dos detentos nas obras do Maracanã e do PAC 2. Ele também informou que o Estado vai inaugurar, até o fim do mês, mais uma cadeia pública, em Magé, e mais sete delegacias legais. Cabral elogiou a gestão atual da Secretaria de Administração Penitenciária, pelo zelo com que cuida do sistema no Estado do Rio de Janeiro.

"Vejo na secretaria algo fundamental para a vida pública e privada, que é o zelo. Vejo que é ela é administrada com muito zelo, com responsabilidade pelos seus servidores, pelos aprisionados e pelos familiares, tantos dos agentes quanto dos apenados. E os agentes têm um papel fundamental nesse processo, que é o de ressocializar os presos".

Além das duas casas de custódia inauguradas hoje, o Programa Delegacia Legal ainda vai construir e entregar, até o fim do ano, mais seis cadeias, nos municípios de Magé, Resende, Rio Claro Araruama e São Gonçalo, onde serão construídas duas. Estas unidades vão abrigar os últimos 3,3 mil presos do Estado que ainda estão em carceragens da Polinter.

Participaram da inauguração o secretário de Administração Penitenciária, Cesar Rubens Monteiro de Carvalho, e o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame.

Tags: cadeias, gericinó

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.