Jornal do Brasil

Rio

PF cumpre mandados e investiga corrupção na Casa da Moeda, no Rio

Jornal do Brasil

Policiais federais cumprem hoje (14), no Rio de Janeiro, dois mandados de busca e apreensão nas casas de investigados em esquema de corrupção na Casa da Moeda do Brasil, onde são confeccionadas cédulas do Real.

A Operação Vícios II investiga lavagem de dinheiro e atuação de ex-diretores da estatal em fraude de licitação.

Segundo a Polícia Federal, o esquema beneficiou uma empresa privada durante um procedimento licitatório para a compra de equipamentos no valor de R$ 300 milhões.

A primeira fase da Operação Vícios foi desencadeada em julho de 2015, quando foram cumpridos 23 mandados de busca e apreensão no Rio, São Paulo e Brasília. Em março deste ano, mais seis mandados foram cumpridos no Rio, São Paulo, São José dos Campos (SP), Itajubá (MG) e Brazópolis (MG).

A operação Vícios conta com o apoio da Corregedoria-Geral do Ministério da Fazenda.

A Casa da Moeda divulgou a seguinte nota:

A Casa da Moeda do Brasil (CMB) não tem conhecimento de tal operação sendo realizada e ressalta que não tem nenhuma relação com a referida operação, assim como nenhum empregado da empresa. Em relação aos fatos relacionados à licitação ocorrida em 2009, a CMB informa que processo licitatório foi, à época, auditado e considerado regular pelo Tribunal de Contas da União (TCU), no Acórdão nº 1741/2009. 

A atual gestão da CMB reitera seu compromisso com as boas práticas de governança, tendo como exemplos recentes o recebimento da certificação “Nível 1” no 2º ciclo de avaliação do Indicador de Governança IG-SEST (Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais), do Ministério do Planejamento, e o Prêmio de 1º lugar na categoria “Aprimoramento do Controle Social”, do concurso nacional de boas práticas da Rede de Ouvidorias, promovido pela Ouvidoria-Geral da União, por projeto relacionado ao tratamento de denúncias.

 Vale ressaltar que a Operação Vícios foi iniciada a partir de comunicação da própria CMB, que permanece à disposição para colaborar e apoiar as investigações da referida operação.

 

Com Agência Brasil



Recomendadas para você