Jornal do Brasil

Quarta-feira, 18 de Julho de 2018 Fundado em 1891

País

Governo devolve casarão japonês confiscado durante 2ª Guerra Mundial

Jornal do Brasil

Após 76 anos, descendentes de imigrantes japoneses receberam de volta, na segunda-feira, 18, um casarão confiscado pelo governo brasileiro na Segunda Guerra Mundial, em Santos, cidade do litoral paulista. Ali funcionava a Escola Japonesa de Santos, que foi fechada e teve o imóvel expropriado pelo governo Getúlio Vargas, como retaliação pela entrada do Japão na guerra. O decreto, de 11 de março de 1942, determinava o confisco dos bens das comunidades japonesa, alemã e italiana, consideradas inimigas, após o Brasil entrar no conflito do lado oposto.

A devolução à Associação Japonesa de Santos foi feita pela Secretaria do Patrimônio da União. A solenidade, no próprio casarão, foi acompanhada por anciões que, à época, nada puderam fazer sobre o confisco. Jovens da quarta geração de descendentes dos primeiros imigrantes nipônicos também estiveram presentes.

"Na época, a escola ensinava Português de manhã e Japonês à tarde, mas atendia também brasileiros, como hoje. Temos 120 alunos e só 30% são descendentes", diz Naoyo Yamanaka, diretora de Cultura da Associação. O sobrado, construído com ajuda financeira do Japão, foi inaugurado em 1929.

Santos tinha a colônia japonesa mais numerosa do Estado. Segundo Naoyo, muitos imigrantes que chegaram em 1908 se fixaram na cidade praiana. Com a criação da escola, o governo japonês enviou professores para ensinar a língua e a cultura.

Em 1946, logo após a guerra, o governo federal incorporou os imóveis confiscados ao patrimônio nacional. O prédio da Escola Japonesa abrigou a Junta de Alistamento Militar até 2006, quando a União permitiu o uso pela Associação. Em 2008, o imóvel foi restaurado.

Futuro

O plano é aumentar as atividades e iniciar a instalação de um museu. Conforme a secretaria, o casarão é o último imóvel confiscado durante a guerra em São Paulo a ser devolvido aos verdadeiros donos. Os bens italianos começaram a ser devolvidos ainda durante o conflito. Em seguida, houve devolução aos alemães. 



Tags: colônia, descendentes, escola, imigrantes, japoneses

Compartilhe: