Jornal do Brasil

Domingo, 24 de Junho de 2018 Fundado em 1891

País

Minas tem 75 cidades com mais eleitores do que habitantes

Jornal do Brasil

Minas Gerais é o Estado brasileiro com a maior concentração de cidades que possuem número de eleitores superior ao número de habitantes. De acordo com um levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) divulgado nesta terça-feira, 12, essa situação ocorre em 75 cidades mineiras. No Brasil, 231 municípios repetem o fenômeno.

Em Maripá de Minas, na Zona da Mata, e Monjolos, na região central do Estado, há três eleitores a mais do que moradores registrados. Já em Catuji, no Vale do Jequitinhonha, a diferença é de 897.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Minas Gerais explicou que o domicílio eleitoral costuma ser mais flexível do que domicílio fixo - onde a pessoa reside. Em nota, o TRE afirmou que é possível uma pessoa votar em uma cidade sem a necessidade de residir nela, que é suficiente apenas um vínculo - patrimonial, por exemplo - para que o eleitor possa votar na localidade.

"A Justiça Eleitoral trabalha a partir dos marcos legais, no sentido de que eventuais distorções no cadastro de eleitores, decorrentes de algum tipo de irregularidade, não existam", afirmou o tribunal. Antes das eleições municipais de 2016, 54 cidades mineiras passaram por revisão no cadastro eleitoral.

Enquanto Minas - com seus 853 municípios - é o campeão no ranking da CNM, São Paulo é o segundo Estado com maior número de cidades com mais eleitores do que moradores, com 29 localidades, segundo o levantamento. Santa Catarina está em terceiro lugar, com 20. Goiás e Rio Grande do Norte têm 19 e 16 municipalidades nessa situação, respectivamente.

Canaã dos Carajás, no Pará, é a cidade com maior disparidade entre o número de eleitores e habitantes: a diferença é de 3.857. Cumaru, no Pernambuco, aparece em segundo lugar com uma diferença de 3.396.

Eleitorado

A pesquisa da CNM, feita por regiões, usando números do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mostra que o Brasil tem 5.568 municípios e 146,1 milhões de pessoas aptas para votar. Os dados mostram que o eleitorado brasileiro cresceu 1,4% desde as eleições de 2016.

O estudo da CNM mostra que Minas continua sendo o segundo maior colégio eleitoral do Brasil, com 15,6 milhões de eleitores, atrás do Estado de São Paulo, que tem 33,2 milhões.



Compartilhe: