Jornal do Brasil

Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

País

Governo espera trégua em greve dos caminhoneiros, diz Marun

Nova reunião com a categoria está marcada para as 14h, na Casa Civil

Jornal do Brasil

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que o governo espera conseguir uma trégua na paralisação dos caminhoneiros durante reunião marcada para a tarde de quinta (24), na Casa Civil, com representantes da categoria.

Segundo Marun, após a reunião desta quarta-feira (23) com líderes dos caminhoneiros, o governo avançou em propostas como a redução do preço do combustível, com o anúncio da Petrobras de reduzir em 10% o valor do diesel nas refinarias por 15 dias.

“Vamos nos reunir não mais como ontem, apenas ouvindo, mas já tendo tomado medidas concretas e entendemos que podem resultar numa trégua para que, daí sim, as outras reivindicações, que são muitas, possam ser analisadas com mais tempo e com a necessária responsabilidade”, disse em entrevista a jornalistas após reunião com o presidente Temer e ministros para buscar soluções para a paralisação.

“Algumas atitudes já foram tomadas que vem ao encontro do que foi reivindicado. Se avançou em duas questões, o preço e a previsibilidade, que são muito cobradas nas reivindicações que nos fazem”, disse.

Na manhã de hoje, o presidente Michel Temer reuniu-se por cerca de duas horas com o presidente da Petrobras, Pedro Parente, os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia; do Planejamento, Estevam Colnago; da Casa Civil, Eliseu Padilha; dos Transportes, Valter Casimiro Silveira; de Minas e Energia, Moreira Franco; o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid; e da Secretaria de Governo, Carlos Marun.

A reunião foi preparatória para a nova rodada de conversas com os caminhoneiros marcada para as 14h de hoje. O governo busca soluções para encerrar a paralisação que já dura quatro dias.

Mais cedo, o presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, disse que a mobilização dos caminhoneiros só será encerrada quando o presidente Michel Temer sancionar e publicar, no Diário Oficial da União, a decisão de zerar a alíquota do PIS-Cofins incidente sobre o diesel.

Agência Brasil


Tags: abcam, caminhoneiros, carlos marun, greve, presidente

Compartilhe: