Jornal do Brasil

Quinta-feira, 19 de Julho de 2018 Fundado em 1891

País

Moro manda prender Gérson Almada após condenação em 2ª instância

Jornal do Brasil

O juiz federal Sérgio Moro mandou prender nesta segunda-feira, 19, o empreiteiro Gérson Almada, ligado à Engevix O magistrado ordenou a execução provisória após condenação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). A sentença de Moro foi reformada na 2ª instância. O Tribunal da Lava Jato aplicou 34 anos e 20 dias a Gérson Almada em 21 de junho de 2017.

O executivo teve seus embargos infringentes julgados improcedentes em 25 de janeiro deste ano. O embargo de declaração do empreiteiro contra os embargos infringentes foram improvidos na quinta-feira, 15.

Executivo teve seus embargos infringentes julgados improcedentes

"Foi interposto pela Defesa de Gérson de Mello Almada recurso especial ao Superior Tribunal de Justiça. O recurso ainda não foi processado. O recurso não tem efeito suspensivo", relatou Moro. "Cumpre iniciar a execução das penas", finalizou o juiz. 

Defesa

O advogado Antonio Sérgio Pitombo, que defende Gérson Almada, disse que o empreiteiro vai se apresentar à Justiça.

Fonte: Estadão Conteúdo



Tags: engevix, instância, justiça, prisão, segunda, trf

Compartilhe: