Jornal do Brasil

Domingo, 24 de Junho de 2018 Fundado em 1891

País

Temer avalia criar Ministério Extraordinário da Segurança via decreto

Com medida, governo não precisaria de aval do Congresso

Jornal do Brasil

Enquanto tenta fechar o nome para ser o titular do Ministério Extraordinário da Segurança, que já anunciou que vai criar, o presidente Michel Temer e sua equipe ainda avaliam o melhor formato para que a pasta seja criada.

Agora está em estudo a criação do ministério por meio de um decreto, o que, segundo fontes do Planalto, evitaria a necessidade de apoio do Congresso. Além disso, Temer garantiria que, com a pasta via decreto, não seria produzida uma nova estrutura de cargos, nem mais custos para o governo.

Desde que a ideia da criação do novo ministério surgiu, a Casa Civil elaborou uma Medida Provisória para garantir a separação da Segurança do Ministério da Justiça. No início da semana, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), criticou a criação via MP e pediu que ela fosse feita via projeto de lei. O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, rebateu Eunício e falou que por PL não faria sentido criar um ministério.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, e Temer, na reunião do Conselho Militar de Defesa, nesta quinta

Além do discurso de economia, caso o ministério fosse criado via decreto, não haveria necessidade de aval do Congresso, o que evitaria novos desgastes com Eunício e com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que também não tem poupado críticas ao Planalto.

Segundo apurou o Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado., a criação da pasta via decreto não é unanimidade entre os auxiliares do presidente e há quem ressalte que a medida "não é prudente". Há também quem argumente que a criação via decreto pode ser alvo de contestações da oposição e até mesmo ser alvo de ação popular.

Fonte: Estadão Conteúdo



Tags: brasil, governo, ministério, planalto, política, segurança pública, temer

Compartilhe: