Jornal do Brasil

Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018 Fundado em 1891

País

Collor anuncia candidatura à Presidência da República

Senador e ex-presidente governou país por dois anos até processo de impeachment

Jornal do Brasil

O senador e ex-presidente Fernando Collor de Mello (PTC) anunciou nesta sexta-feira (19) sua candidatura à Presidência da República. Em entrevista à Rádio Gazeta, de Arapiraca, em Alagoas, Collor sua "vantagem" em relação aos demais candidatos é a de já ter presidido o país.

"Tenho uma vantagem em relação a alguns candidatos porque já presidi o país. Meu partido todos conhecem, sabem o modo como eu penso e ajo para atingir os objetivos que a população deseja para a melhoria de sua qualidade de vida", disse.

Na entrevista, Collor, que governou o país de 1990 a 1992 e renunciou ao mandato antes que fosse aprovado contra ele um processo de impeachment na Câmara, disse que o Brasil precisa de mais reformas, "sobretudo a política", sob o risco de uma "ingovernabilidade muito grande" na relação do próximo presidente da República com o Congresso Nacional.

O senador e ex-presidente é réu na no Supremo Tribunal Federal (STF) pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa no âmbito das investigações da Operação Lava Jato. Collor é acusado pela Procuradoria-Geral da República de receber R$ 29 milhões em propinas por influência na BR Distribuidora, empresa subsidiária da Petrobras.

Ex-presidente é réu na Lava Jato por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa
Ex-presidente é réu na Lava Jato por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa

>> STF: Collor vira réu na Lava Jato por supostos desvios na BR Distribuidora

>> Senadores possuem quase 3,5 mil pessoas trabalhando em gabinetes e escritórios

>> PGR diz que Collor recebeu R$ 29 milhões de propina da BR Distribuidora

>> Cassado em 1992, Fernando Collor diz que impeachment não é golpe

>> Lava Jato: STF mantém carros de luxo em poder de Collor

Tags: 2018, brasil, caçador de marajá, collor, eleição, planalto, política

Compartilhe: