Jornal do Brasil

Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

País

Em nota, PT diz que presidente do TRF-4 tenta tumultuar julgamento de Lula

"Thompson Flores cria cortina de fumaça para desviar a opinião pública"

Jornal do Brasil

A presidente do Partidos dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann, divulgou nota na noite de segunda-feira (15), criticando o que chamou de "inusitada movimentação do presidente do Tribunal Regional Federal da 4a. Região, Carlos Thompson Flores". Ainda segundo a nota, Thompson estaria atuando numa "clara tentativa de tumultuar o ambiente", criando uma "cortina de fumaça"  para desviar a opinião pública.

Na segunda-feira, o desembargador se reuniu com a presidente do Supremo Tribunal federal (STF), Cármen Lúcia, e com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para tratar da questão da segurança em torno do julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para o próximo dia 24. Segundo o TRF4, os desembargadores estariam recebendo ameaças pela internet, por telefone e por cartas. 

Lula foi condenado a nove anos e meio de prisão no caso do triplex, em primeira instância, o recurso da defesa será julgado no TRF4.

>> Lula viajará para a Etiópia dois dias após julgamento no TRF4

>> Entenda passo a passo as chances de Lula ser candidato na eleição presidencial

"O sr. Thompson Flores já expressou, contrariamente à lei, o seu pré-julgamento no caso, e tenta agora criar uma cortina de fumaça para desviar a opinião pública da questão", diz Gleisi 

Leia, abaixo, nota divulgada pela presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, nesta segunda-feira (15).

“A inusitada movimentação do presidente do Tribunal Regional Federal da 4a. Região, Carlos Thompson Flores, pelas mais altas instâncias do Judiciário, do Ministério Público e da Segurança Institucional, nesta segunda-feira (15), é uma clara tentativa de tumultuar o ambiente em torno do julgamento do recurso da defesa do presidente Lula contra a sentença injusta e injurídica de Sergio Moro.

O sr. Thompson Flores já expressou, contrariamente à lei, o seu pré-julgamento no caso, e tenta agora criar uma cortina de fumaça para desviar a opinião pública da questão fundamental: não há provas para manter a condenação de Lula. O TRF-4 só fará Justiça e mostrará isenção anulando a sentença e proclamando a inocência do ex-presidente.

O Partido dos Trabalhadores reafirma que as manifestações em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato, como quer a grande maioria dos brasileiros, seguirão pacíficas, como é da tradição do partido.

Gleisi Hoffmann

Presidenta Nacional do PT”



Tags: ameaças, federal, julgamento, lula, recurso, tribunal

Compartilhe: