Jornal do Brasil

Segunda-feira, 23 de Abril de 2018 Fundado em 1891

País

Ministra Luislinda Valois se desfilia do PSDB

Desembargadora vai permanecer na pasta de Direitos Humanos do governo Temer

Jornal do Brasil

A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, se desfiliou do PSDB nesta quinta-feira (14). A intenção é permanecer no governo de Michel Temer por mais tempo, já que vem ganhando força no PSDB o desembarque da base aliada do Planalto.

Desembargadora aposentada, Luislinda está no comando do ministério desde o início de fevereiro e protagonizou episódios polêmicos no governo, como quando afirmou que se sente "escrava" por ganhar "apenas" R$ 30 mil mensais.

Os tucanos, que chegaram a integrar o governo com quatro pastas, têm agora apenas o senador Aloysio Nunes (SP) no Ministério de Relações Exteriores.

Na última sexta-feira (8), o deputado Antonio Imbassahy (BA) entregou a Temer sua carta de demissão da Secretaria de Governo, posto estratégico na interlocução do governo com o Congresso Nacional. O deputado Carlos Marun (PMDB-MS) vai assumir o comando da articulação. 

No início de novembro, o governo de Temer sofreu a primeira baixa do PSDB, com a saída do deputado Bruno Araújo (PE) do Ministério das Cidades.

>> Ministra de Temer diz que se sente 'escrava' por ganhar 'apenas' R$ 30 mil mensais

>> Luislinda Valois cobrou diárias por fim de semana em que não trabalhou

>> Analogias com trabalho escravo revelam distanciamento de autoridades com realidade do país

Ministra assumiu pasta de Direitos Humanos do governo Temer no início de fevereiro



Tags: base aliada, brasil, governo, partido, política, psdb, temer

Compartilhe: