Jornal do Brasil

Sábado, 21 de Julho de 2018 Fundado em 1891

País

Ministra Luislinda Valois se desfilia do PSDB

Desembargadora vai permanecer na pasta de Direitos Humanos do governo Temer

Jornal do Brasil

A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, se desfiliou do PSDB nesta quinta-feira (14). A intenção é permanecer no governo de Michel Temer por mais tempo, já que vem ganhando força no PSDB o desembarque da base aliada do Planalto.

Desembargadora aposentada, Luislinda está no comando do ministério desde o início de fevereiro e protagonizou episódios polêmicos no governo, como quando afirmou que se sente "escrava" por ganhar "apenas" R$ 30 mil mensais.

Os tucanos, que chegaram a integrar o governo com quatro pastas, têm agora apenas o senador Aloysio Nunes (SP) no Ministério de Relações Exteriores.

Na última sexta-feira (8), o deputado Antonio Imbassahy (BA) entregou a Temer sua carta de demissão da Secretaria de Governo, posto estratégico na interlocução do governo com o Congresso Nacional. O deputado Carlos Marun (PMDB-MS) vai assumir o comando da articulação. 

No início de novembro, o governo de Temer sofreu a primeira baixa do PSDB, com a saída do deputado Bruno Araújo (PE) do Ministério das Cidades.

>> Ministra de Temer diz que se sente 'escrava' por ganhar 'apenas' R$ 30 mil mensais

>> Luislinda Valois cobrou diárias por fim de semana em que não trabalhou

>> Analogias com trabalho escravo revelam distanciamento de autoridades com realidade do país

Ministra assumiu pasta de Direitos Humanos do governo Temer no início de fevereiro



Tags: base aliada, brasil, governo, partido, política, psdb, temer

Compartilhe: