Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Janeiro de 2018 Fundado em 1891

País

Líderes e ministros estão otimistas sobre aprovação da reforma da Previdência

Jornal do Brasil*

Em uma quarta-feira (6) de forte articulação do governo e de lideranças da base aliada em busca de votos pela aprovação da reforma da Previdência, Michel Temer reuniu lideranças de partidos, ministros e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para um café da manhã no Palácio da Alvorada, e deve oferecer um jantar para fazer um novo balanço dos votos favoráveis à reforma.

O mercado teme que o governo do peemedebista não consiga aprovar o projeto ainda neste ano, o que dificultaria uma aprovação em 2108, ano de eleições. 

Ao final do encontro com Temer, líderes fizeram projeções dos votos pela aprovação da matéria. O vice-líder do governo na Câmara, deputado Beto Mansur (PRB-SP), estimou que há atualmente 260 votos de parlamentares favoráveis à reforma. Arthur Maia (PPS-BA), que foi relator do texto, contabiliza de 290 votos favoráveis e 310 contrários. Para aprovar o texto no plenário da Câmara será necessário garantir votos de 308 deputados.

Segundo Mansur, os líderes de partidos estão levantando junto às bancadas a quantidade de votos pela reforma e há a expectativa de que alguns partidos fechem questão a favor do texto. Haverá, ao longo desta quarta-feira, reunião de bancadas com técnicos da previdência para aprofundar informações.

Intenção do governo é votar o texto da reforma na Câmara ainda em 2017
Intenção do governo é votar o texto da reforma na Câmara ainda em 2017

“Todos nós estamos muito mobilizados durante toda essa semana para que possamos buscar números, ou seja, entre 315 a 320 votos para que o presidente da Câmara possa colocar em votação a reforma da Previdência. Teremos uma reunião ainda nesta noite”, disse Mansur.

Na avaliação do vice-líder Beto Mansur, se na reunião desta noite o governo avaliar que conseguiu reunir uma margem confortável de votos favoráveis, o texto poderá ser posto em votação na próxima semana. “Se tivermos algo consistente no dia de hoje [quarta-feira], muito provavelmente o presidente da Câmara vai marcar uma data que é terça-feira que vem”, disse.

O deputado Arthur Maia disse que, no café da manhã, o presidente Temer pediu empenho dos líderes e manifestou preocupação com o que poderá ocorrer com as contas públicas caso a reforma não seja aprovada. Na avaliação de Maia, o engajamento dos parlamentares têm crescido: “estamos no melhor momento desde que se iniciou essa reforma”.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, fundador do PSD, também demonstrou otimismo em relação à votação e aprovação da reforma. Segundo ele, “o balanço é bastante favorável” e “melhorou sensivelmente a possibilidade de votação”. Sobre a bancada de seu partido, ele disse que de 38 parlamentares, 15 já estão favoráveis à reforma.

>> Temer recebe Maia, líderes e ministros para acelerar reforma da Previdência

Da Agência Brasil

Tags: congresso, deputados, executivo, governo, previdência

Compartilhe: