Jornal do Brasil

Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

País

Governo libera R$ 240 milhões para conclusão da segunda ponte do Rio Guaíba

Agência Brasil

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, anunciou nesta sexta-feira (24) investimentos de R$ 240 milhões para o término da construção da segunda ponte sobre o Rio Guaíba, em Porto Alegre. Acompanhado dos ministros da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, e da Casa Civil, Eliseu Padilha, Quintella informou que os recursos vão assegurar a conclusão da obra iniciada em 2014. Em 2016, o presidente Michel Temer já havia autorizado a liberação de R$ 100 milhões para a retomada das obras.

Com isso, os cerca de 40 mil motirstas que atravessam o Guaíba diariamente terão mais uma opção de tráfego. A previsão é que a ponte seja entregue no final de 2018. A obra está entre os 347 projetos do Agora, é Avançar, no Rio Grande do Sul. De acordo com Quintela, a conclusão da segunda ponte vai melhorar a chegada e saída da capital gaúcha e reduzir custos de produção, pois deve diminuir o tempo de trajeto aos portos de Uruguaiana e Rio Grande. A estimativa do setor produtivo é que 40% do Produto Interno Bruto do Estado passem por essa rota.

Os ministros participaram ainda de reunião com representantes da concessionária do Aeroporto Salgado Filho. No encontro, as autoridades puderam conhecer o plano de ampliação e reforma do terminal. Neste sábado (25), os ministros estarão no Rio de Janeiro. Pela manhã, eles participam da cerimônia de entrega das obras da dragagem do Porto do Rio. Na ocasião, serão assinados os contratos de prorrogação antecipada dos Terminais Portuários Nitport e Nitshore (ação do Crescer).

Depois, a comitiva segue para Santa Cruz, na zona oeste da capital fluminense. Lá, serão entregues 820 unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida, projeto listado no Agora, é Avançar.

Segunda ponte

A construção da ponte foi iniciada em 2014. De 2015 para 2016, chegou a ser paralisada, mas foi retomada após aporte de R$ 100 milhões autorizado pelo presidente da República, Michel Temer. Agora, a obra receberá mais recursos – que somados ao que já foi liberado pelo atual governo chegará a R$ 240 milhões – para ser concluída. A execução da obra está em 55%, de acordo com o acompanhamento feito pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), responsável pelo projeto.

A nova ponte, que passa por duas ilhas, terá uma extensão de 2,9 quilômetros (km). Também serão construídos 9,4 km de acessos, viadutos e elevados, totalizando 12,3 km de obras. A pista contará com duas faixas de rolamento, com acostamento e refúgio central.

Como a travessia está dentro dos limites do Parque Estadual Delta do Jacuí, uma unidade de conservação ambiental, a ponte será feita de peças pré-moldadas fabricadas em canteiros industriais – gerando o menor impacto ambiental possível a área.

O governo federal prevê ainda o reassentamento mais de mil famílias e 35 estabelecimentos comerciais, atualmente localizados na Ilha Grande dos Marinheiros. A construção das habitações populares será com recursos do programa Minha Casa, Minha Vida.

Avançar

A construção da segunda ponte sobre o Rio Guaíba é um dos 347 projetos do Agora, é Avançar no Rio Grande do Sul. O programa, que prevê investimentos públicos de R$ 130 bilhões, foi lançado no início de novembro para retomar e finalizar obras paradas em todo o Brasil. Na área de infraestrutura, além da Ponte do Guaíba, o Agora, é Avançar conta com outros seis empreendimentos no Rio Grande do Sul: a ampliação do Aeroporto de Passo Fundo, o Cais do Porto Novo (Porto de Rio Grande), o Contorno de Pelotas (BRs 116/392), a duplicação da BR-116 (Porto Alegre-Pelotas), a duplicação da BR-386 (Tabaí-Estrela) e a travessia urbana em Santa Maria (BR-158/287).

Texto atualizado 15h46 para correção de recursos liberados pelo governo: R$ 240 milhões

Tags: governo, obra, porto alegre, rs, transporte

Compartilhe: