Jornal do Brasil

Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018 Fundado em 1891

País

Reforma ministerial vai atingir 17 pastas, afirma Romero Jucá

Jornal do Brasil

Um dos principais articulistas do governo de Michel Temer no Congresso Nacional, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) afirmou, nesta terça-feira (14), que a reforma ministerial no Palácio do Planalto vai atingir 17 das 28 pastas.

Segundo Jucá, a reforma, que já vinha sendo anunciada nas últimas semanas, foi antecipada na pauta do governo, após a demissão, nesta segunda-feira (13), do ministro das Cidades, Bruno Araújo, do PSDB.

"A saída do ministro da Cidades precipita a discussão da reforma ministerial, tendo em vista que há ministério vago. Temer está avaliando e discutindo como vai fazer. Será uma reforma ampla, 17 ministérios vagos no prazo que o presidente determinar. Ele quem vai definir o ritmo", disse Jucá.

Temer é quem vai "definir o ritmo" da reforma ministerial, disse o articulador do Planalto no Congresso

Nos bastidores, Bruno Araújo, que volta à Câmara para assumir o mandato de deputado, disse que sua permanência no governo ficou insustentável, diante das desavenças dentro do PSDB pela ruptura com Temer.

A reforma na Esplanada dos Ministérios também atende a um apelo dos partidos do chamado "Centrão", que ajudarão o governo a derrotar, em votação na Câmara dos Deputados, as duas denúncias contra Temer - a primeira por corrupção e a segunda por obstrução de Justiça e organização criminosa.



Tags: base aliada, brasil, centrão, governo, ministérios, política, psdb, temer

Compartilhe: