Jornal do Brasil

Sábado, 18 de Novembro de 2017

País

Rebelião em presídio de Aracaju acaba após 19 horas de duração

Agência Brasil

Após 19h, acabou a rebelião no Complexo Penitenciário Advogado Antônio Jacinto Filho (Compajaf), no Bairro Santa Maria, em Aracaju (SE). De acordo com o Comando do Policiamento Militar da Capital (CPMC), o motim foi encerrado pouco depois das 10h deste sábado (21). Não houve mortes.

Desde o início do motim, reféns e presos foram mantidos sem acesso à comida, água e energia. Antes de se renderem, os presos pediram a presença da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE).

Abusos

A rebelião começou no início da tarde desta sexta-feira (20), quando 80 presos do Pavilhão C mantiveram reféns os 97 familiares que estavam na unidade durante a visita. Segundo a Secretaria de Justiça de Sergipe (Sejuc), o Compajaf tem capacidade para 595 presos e atualmente abriga 530 presos.

A secretaria não confirmou o motivo da rebelião, mas informou que ela teve início após protesto de familiares dos detentos, que reclamaram de supostos abusos durante o processo de revista e da situação dos detentos.

Tags: abusos, cadeia, crimes, penitenciário, sistema

Compartilhe: