Jornal do Brasil

Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

País

Planalto exonera dois ministros para ganhar votos contra denúncia 

Jornal do Brasil

O governo de Michel Temer exonerou nesta quarta-feira (18) os ministros Raul Jungmann (PPS), da Defesa, e Fernando Coelho Filho (PSB), de Minas e Energia. Eles retomam agora o mandato de deputado federal na Casa que debate o relatório da segunda denúncia contra Temer. Com isto, os suplentes dos ex-ministros, Severino Ninho e Creuza Pereira, os dois do PSB, perdem direito ao voto. 

Jungmann já foi exonerado em outros momentos, e retornou ao cargo em seguida. A intenção seria enfraquecer a ala do PSB que votou contra Michel Temer na primeira denúncia, de acordo informações do Poder360

Jungmann já foi exonerado em outros momentos, e retornou ao cargo em seguida
Jungmann já foi exonerado em outros momentos, e retornou ao cargo em seguida

“O Planalto interferiu dentro da bancada do PSB para que a gente não pudesse trocar a líder e fazer substituições na CCJ que garantiriam os 4 votos contra o governo”, disse Júlio Delgado (PSB-MG) à imprensa.

A bancada do PSB acabou destituindo nesta quarta-feira a líder da bancada na Câmara, Tereza Cristina (MS), que tinha votado contra Temer, e deu a cadeira ao deputado Júlio Delgado (MG).

Tags: apoio, cargo, congresso, denúncias, jbs, judiciário, temer, voto

Compartilhe: