Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

País

Dos 44 senadores que votaram a favor de Aécio, 19 são alvo da Lava Jato

Confira a lista dos senadores. Entre eles estão quatro tucanos e nove peemedebistas

Jornal do Brasil

A movimentação para salvar o mandato de Aécio Neves, que teria contado com a ajuda do próprio presidente da República Michel Temer, deu certo, e o senador conquistou os votos necessário para retornar a suas atividades parlamentares. Entre os 44 votos computados a favor do mineiro -- três a mais do que o necessário --, 19 foram de nomes que também se viram envolvidos com a Operação Lava Jato. 

Dezenove dos que votaram para revogar as medidas cautelares impostas pelo STF a Aécio são alvo da Operação -- quatro tucanos, nove peemedebistas, três do PP, além de Fernando Collor, do PTC, José Agripino, do DEM, e Omar Aziz, do PSD.

Renan Calheiros (PMDB-AL), Valdir Raupp (PMDB-RO), Romero Jucá (PMDB-RR) e Garibaldi Alves (PMDB-RN), alguns dos peemedebistas que ajudaram o tucano, foram denunciados em agosto deste ano pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, por corrupção e lavagem de dinheiro.

>> Senado se mobiliza para tentar salvar Aécio Neves em votação secreta

>> Veja quem votou contra e quem votou a favor de Aécio Neves

Movimentação para salvar o mandato de Aécio Neves deu certo
Movimentação para salvar o mandato de Aécio Neves deu certo

Confira os senadores que votaram a favor de Aécio e que também são alvo da Lava Jato:

Antonio Anastasia (PSDB-MG)

Benedito de Lira (PP-AL)

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Ciro Nogueira (PP-PI)

Dalirio Beber (PSDB-SC)

Edison Lobão (PMDB-MA)

Eduardo Braga (PMDB-AM)

Fernando Coelho (PMDB-PE)

Fernando Collor (PTC-AL)

Garibaldi Filho (PMDB-RN)

Ivo Cassol (PP-RO)

Jader Barbalho (PMDB-PA)

José Agripino (DEM-RN)

José Serra (PSDB-SP)

Omar Aziz (PSD-AM)

Renan Calheiros (PMDB-AL)

Romero Jucá (PMDB-RR)

Valdir Raupp (PMDB-RO)

Zeze Perrella PMDB-MG) 

A assessoria do senador Zeze Perrella enviou uma nota ao JB:

O Senador Zeze Perrella contesta a informação de que seria um “alvo da Lava-Jato”. Não existe inquérito ou mesmo pedido de inquérito no Supremo, relativo à operação em questão. Quaisquer investigações que estejam sendo levadas a efeito envolvendo nomes ligados ao Senador não dizem respeito à conduta do Parlamentar.

Leia mais sobre o assunto:

>> STF nega prisão de Aécio Neves, mas afasta senador do mandato

>> Por 6 a 5, STF decide que Congresso pode rever afastamento de parlamentar

>> Tucanos querem que Aécio saia definitivamente da presidência do PSDB

>> AGU dá parecer favorável a Aécio Neves em ação no Supremo Tribunal Federal

Tags: aécio neves, candidato, corrupção, denúncias, eleições, justiça, política, processo, psdb

Compartilhe: