Jornal do Brasil

Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

País

PF indicia Joesley e Wesley por uso indevido de informação privilegiada

Jornal do Brasil

Os empresários Joesley e Wesley Batista foram indiciados pela Polícia Federal, nesta quinta-feira (21), no âmbito da Operação Tendão de Aquiles, que investiga uso de informação privilegiada e manipulação do mercado. Os dois estão presos na sede da Polícia Federal em São Paulo.

Joesley foi indiciado por manipulação de mercado e uso indevido de informação privilegiada, com agravante em razão do abuso de poder de controle e administração. A investigação diz respeito à venda de ações da JBS às vésperas da divulgação da delação na qual fez acusações do presidente Michel Temer.

Wesley foi indiciado por manipulação de mercado e como partícipe no crime de uso indevido de informação privilegiada praticado por Joesley.

Joesley Batista está preso na sede da PF em São Paulo
Joesley Batista está preso na sede da PF em São Paulo

Também foi indiciado  por uso indevido de informação privilegiada, com agravante em razão do abuso de poder de controle e administração, em relação aos eventos relativos à compra de contratos futuros e contratos a termo de dólares.

A JBS fez operações no mercado de câmbio e ações entre abril e 17 maio de 2017, data de divulgação de informações relacionadas ao acordo de colaboração premiada firmado entre executivos da J&F e a Procuradoria Geral da República (PGR). No dia seguinte à divulgação, o dólar disparou 8%.

>> Wesley, irmão de Joesley, também é preso em SP

>> CVM pode punir venda de ações

>> PF realiza operação na JBS para apurar uso de informações privilegiadas

Tags: batista, bolsa, dólar, informação, insider, jbs, mercado

Compartilhe: