Jornal do Brasil

Domingo, 17 de Dezembro de 2017

País

'Estão mexendo com político que não roubou', diz Lula sobre investigações

Jornal do Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva destacou nesta quinta-feira (21) que procuradores e delegados que o investigam estão atrás de "um político que não roubou" e que "não tem medo deles". A declaração foi feita durante evento promovido pela Fundação Perseu Abramo para discutir o programa de governo do PT para a eleição de 2018. 

Lula acrescentou que se "sente estimulado" a defender a sua honra e que os investigadores "mexeram com quem não deveriam mexer". O ex-presidente também chamou de "excrescência da excrescência da excrescência" a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) transformada em ação nesta semana contra ele na Operação Zelotes.

"Não é porque estou acima de qualquer coisa. É porque eu não fiz o que eles dizem que eu fiz. Se ele estão acostumados a mexer com político que roubou, que fez corrupção, que enriqueceu e está com o rabo no meio das pernas, eles estão mexendo com um político que não roubou, que não tem medo deles e que a única coisa que tem é a sua honra para defender", apontou o ex-presidente petista. 

>> Defesa de Lula pede ao TRF4 fim da prova secreta 

"Não é porque estou acima de qualquer coisa. É porque eu não fiz o que eles dizem que eu fiz"
"Não é porque estou acima de qualquer coisa. É porque eu não fiz o que eles dizem que eu fiz"

O ex-presidente também comentou sobre a Zelotes, e contou que Sobre a Zelotes, quando foi depor à Polícia Federal, reforçou com o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo que os delegados precisavam receber uma formação política melhor. "Eles são verdadeiros analfabetos políticos."

"Finalmente o PT acordou para o processo de criminalização que estão tentando fazer. Aquela história de criar um Power Point para dizer que o PT foi criado para ser uma organização criminosa, e que quando nós ganhamos nós montamos um governo para roubar o Brasil é a maior desfaçatez, mentira que alguém poderia fazer", acrescentou. 

Lula também alertou que o PT precisa "reagir". "O PT está precisando não apenas de novos programas, mas de novo dirigentes, gente com a cabeça do século 21."

Tags: denúncia, governo, investigações, partido, pt

Compartilhe: