Jornal do Brasil

Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

País

Na expectativa de nova denúncia, Temer critica 'abuso de autoridade'

Jornal do Brasil

O presidente Michel Temer defendeu nesta quinta-feira (14) que o abuso de autoridade deve ser evitado no país. A declaração é feita em meio à expectativa de que uma nova denúncia contra ele seja anunciada ainda nesta semana. O peemedebista procurou evitar veículos de imprensa e ignorou perguntas de jornalistas durante evento de assinatura de ordem de serviço para a construção de uma ponte que ligará o Tocantins ao Pará.

Temer destacou que a única autoridade existente no país é a Constituição Federal. "Não somos autoridades, somos autoridades constituídas, a única autoridade existente no sistema é a lei, a Constituição. Portanto, quando falam em abuso de autoridade, costumo dizer que não é abuso de autoridade contra o presidente, o governador, contra o deputado. É quando alguém ultrapassa os limites da lei, daí é que há a violação da autoridade, uma coisa que devemos evitar no Brasil."

Na véspera, o STF julgou pedido da defesa de Temer para suspender a atuação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em casos relacionados a ele, sob a acusação de atuação parcial, mas a Corte indeferiu o pedido. 

"Quando alguém ultrapassa o limite da lei, daí é que há violação da autoridade"
"Quando alguém ultrapassa o limite da lei, daí é que há violação da autoridade"

>> Após pedir suspeição de Janot, Temer fala em "abuso de autoridade" 

>> Por unanimidade, STF rejeita pedido de suspeição de Rodrigo Janot

Tags: denúncia, governo, janot, justiça, obstrução, presidente, procuradoria

Compartilhe: