Jornal do Brasil

Domingo, 24 de Setembro de 2017

País

Antes de ser demitido, secretário de Doria denunciou suposto esquema irregular

Jornal do Brasil

O ex-secretário do Verde e Meio Ambiente do prefeito João Doria (PSDB) Gilberto Natalini (PV) fez denúncias à Justiça e à Controladoria Geral do Município (CGM) sobre a descoberta de um suposto esquema irregular na pasta antes de ser demitido, semana passada.

De acordo com a denúncia, o esquema era usado para a obtenção irregular de certificados de compensação ambiental para a construção civil de São Paulo.

O fato de Natalini ter sido demitido após a denúncia, segundo interlocutores, levantaria a hipótese de que estaria havendo pressão em relação à obtenção dessas licenças que, na sua gestão, teria ganhado um trâmite mais seletivo e rigoroso.

O ex-secretário citou as irregularidades em processo movido pela construtora Brookfield. A empresa recorreu à Justiça para obter o certificado de um empreendimento. Durante a ação, Natalini e uma funcionária da pasta revelaram as irregularidades.

Secretário de Doria denunciou suposto esquema irregular em sua pasta
Secretário de Doria denunciou suposto esquema irregular em sua pasta

"Diante das graves irregularidades encontradas em relação a procedimentos envolvendo a emissão tanto de termo de compromisso ambiental e certificado ambiental de recebimento provisório, está ocorrendo maior cuidado e detalhamento na análise dos respectivos requerimentos", afirma Natalini, em conjunto com o procurador municipal Sérgio Barbosa Júnior.

No processo, a chefe da Câmara Técnica de Compensação Ambiental, Regina Barros, dá detalhes sobre a pressão, inclusive com ameaças a funcionários. Ela relatou que a pressão para agilizar processos e beneficiar agências partia dos próprios servidores da pasta. Uma servidora teria inclusive sido avisada para que tomasse cuidado com suas filhas e quando saísse sozinha de casa. "Tem sido muito difícil lidar com o assédio e ameaças que estamos sofrendo na praça de atendimento [por parte das agências]", afirma Regina.

A gestão Doria afirmou que os casos estão sendo investigados pela Controladoria e que, portanto, "não haverá prejuízos às apurações com a troca de comando na secretaria".

Tags: ambiente, doria, gilberto, meio, natalini, paulo, prefeitura são

Compartilhe: