Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

País

Sem paletó e gravata, filho de ministro é barrado ao tentar assistir à sessão do TSE

Jornal do Brasil

Sem paletó e gravata, traje obrigatório para ter acesso ao plenário principal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o filho do ministro Napoleão Nunes Maia foi barrado pela segurança do tribunal nesta sexta-feira (9), quando tentava assistir à sessão de julgamento da ação que propõe a cassação da chapa Dilma-Temer.

O filho do ministro vestia jeans e camisa preta e tentou argumentar com os seguranças do TSE. Napoleão foi ao encontro do filho, que havia sido acompanhado por seguranças e assessores do ministro até a área comum do prédio.

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, o filho do ministro tentou invadir o plenário, ao passar correndo pelo detector de metais, demonstrava nervosismo e carregava um envelope amarelo. Agentes chegaram a formar uma barreira para impedir a entrada. Um segurança teria tentado acalmar o filho de Napoleão, mas ele insistiu na entrada e chegou a ser ameaçado de receber voz de prisão. "Então dê", desafiou o filho do ministro.

Tags: TSE, Tribunal, brasil, chapa, dilma-temer, napoleão, política, traje

Compartilhe: