Jornal do Brasil

Quarta-feira, 23 de Maio de 2018 Fundado em 1891

País

Dilma em Harvard: ‘Não tenho medo, nem culpa’

Ex-presidente  fez discurso centrado na necessidade de fortalecimentos da democracia 

Jornal do Brasil

A ex-presidente Dilma Rousseff participou na tarde deste sábado (8) da terceira edição do seminário Brazil Conference, realizado pelas universidades de Harvard e MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts). 

Em pouco mais de 1 hora, ela falou sobre democracia, eleições, Lava Jato e o "golpe" do impeachment.

Dilma Rousseff afirmou que os atores do "golpe" subestimaram a crise política que eles próprios criaram e agora sofrem as consequências, com um governo altamente impopular e travado pela crise econômica.  

"A democracia é o lado certo da história e eu acredito no Brasil. Nós precisamos de eleições diretas. Só vamos retomar o desenvolvimento com eleições diretas."

Sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma falou: "Me preocupa que prendam o Lula, que tirem o Lula da parada. Ele tem nas pesquisas 38% mesmo com tudo que fizeram. Acho que Lula tem que concorrer, se perder é das regras do jogo". "Deixa ele [Lula] concorrer para ver se ele não ganha", completou.

A ex-presidente aproveitou a ocasião para reafirmar que  jamais interferiu na Lava Jato

Na plateia, estavam os petistas José Eduardo Cardozo, Fernando Haddad, Eduardo Suplicy (que publicou parte da palestra em sua páginas nas redes sociais), o empresário Jorge Paulo Lemann, o publicitário Nizan Guanaes e o músico e ex-ministro da Cultura Gilberto Gil.

A presidente deposta encerrou sua participação com a frase: "Eu não tenho medo nem culpa". 



Tags: dilma, lava jato, lula, pt, sergio moro, temer

Compartilhe: