Jornal do Brasil

Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

País

Paulo Teixeira rebate Thaila Ayala: 'sonegar imposto é corrupção'

Brasil 247

O deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP) usou sua página do Facebook para ironizar a recente polêmica envolvendo a atriz Thaila Ayala, que, no início da semana, reclamou ao ser parada na Receita Federal de um aeroporto brasileiro.

"Depois de ser obrigada a pagar os impostos sobre o produto não declarado, uma atriz parada na Receita Federal alertou que voltou ao Brasil, mas está 'desesperada para ir embora porque é um país de muita injustiça!' Acho que nesse caso ela não fazia referência às injustiças sociais, que vem sendo combatidas", escreveu o petista sobre o caso.

"É preciso esclarecer que sonegar imposto e fraudar a Receita Federal são graves e também representam formas de corrupção. A estimativa é de que o Brasil deixe de arrecadar 500 bilhões de reais por ano com a sonegação, colocando o país na segunda colocação entre os maiores sonegadores do mundo. Este valor é sete vezes maior que o custo anual médio de corrupção", completou.

Além do texto, Teixeira publicou uma história em quadrinhos que estaria ilustrando a situação pela qual Ayala teria passado. "Precisamos combater todas as formas de corrupção para avançarmos na direção de um país melhor que queremos. Corruptos, corruptores e sonegadores fiscais não devem ser tolerados", disse.

A polêmica com a atriz aconteceu quando ela, ao chegar ao Brasil de uma viagem internacional, foi parada por portar um computador que não estava corretamente declarado e foi obrigada a pagar uma taxa adicional. Ela se revoltou e disse que o Brasil era um "país de merda".

Tags: Corrupção, Facebook, PT, atriz, corruptores, corruptos, custo, deputado, polêmica, receita federal, redes sociais, sonegação

Compartilhe: