Jornal do Brasil

Terça-feira, 16 de Setembro de 2014

País

Com metralhadora antiaérea, grupo assalta carro-forte em SP

Portal Terra

Um assalto cinematográfico mobiliza as polícias de São Paulo e Mato Grosso do Sul em uma grande operação na divisa entre os dois Estados. Bandidos usaram fuzis, dinamite e até uma metralhadora antiaérea de guerra para assaltar um carro-forte com cerca R$ 5 milhões e depois fugir de lancha pelo rio Paraná.

O assalto ocorreu na manhã desta quinta-feira, quando cerca dez bandidos, ocupando uma Land Rover, uma camionete S-10 e uma picape Fiat Strada, obrigaram o motorista de um caminhão a atravessar o veículo na pista paralisando o tráfego. Depois, dispararam de metralhadora e fuzil contra o carro-forte da Protege, na altura do km 655 da rodovia Marechal Rondon (SP-300), próximo ao pedágio de Castilho (SP).

Houve troca de tiros, mas os quatro funcionários da Protege, com menos poder de tiro, se renderam, ficando deitados no acostamento. Sem conseguir abrir o cofre com pé-de-cabra, os bandidos detonaram bombas e retiraram os malotes com dinheiro. De acordo com policiais que participaram da operação, é possível que os ladrões tenham levado cerca de R$ 5 milhões, dinheiro que era transportado de Araçatuba (SP) para abastecer um banco de Três Lagoas (MS) que faria pagamentos de trabalhadores no quinto dia útil do mês. 

Em nota, a Protege disse que nenhum dos seus funcionários foi ferido e que, a pedido da polícia, não poderia passar mais informações sobre o assalto. A empresa não divulgou os valores transportados pelo carro forte.

Depois de roubar os malotes, os bandidos ainda teriam disparado contra carros que passavam pelo local e fugido pela rodovia Gerson Dourado de Oliveira (SP-595), a chamada Rodovia dos Barrageiros, em sentido à cidade de Itapura (SP), localizada às margens do rio Paraná. Lá, o grupo teria deixado os veículos e fugido em uma lancha. 

A polícia prendeu um suspeito que teria se apossado de uma arma deixada no local do assalto e com ajuda do helicóptero Águia apreendeu os veículos usados pelos bandidos, em uma mata às margens do rio Paraná, no município de Itapura. Uma adaptação feita na Land Rover chamou atenção dos PMs: o banco de trás do veículo foi retirado e uma tábua foi colocada, para servir de base para a metralhadora, cujo cano ficara para fora do veículo, por um buraco feito no vidro traseiro do veículo, que era blindado e tinha vidros à prova de balas.

No mesmo local, os policiais militares encontraram pedaços de embalagem de um dos malotes, que continha o valor que armazenava: R$ 500 mil. Por causa disso, os PMs disseram acreditar que cerca de R$ 5 milhões teriam sido roubados do carro-forte. As buscas continuavam até as 19h45, mas nenhum dos bandidos tinha sido preso ou os valores recuperados.

Tags: ARMAMENTO, cinematografico, malotes, pesado, ROUBO

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.