Jornal do Brasil

Sábado, 22 de Novembro de 2014

País

Fazenda ocupada pelo MST em Goiás é produtiva, garante senador

Agência Brasil

A assessoria do senador e candidato ao governo do Ceará, Eunício Oliveira (PMDB), confirmou que a fazenda ocupada por trabalhadores sem terra, na madrugada de hoje (31), pertence ao parlamentar. Segundo o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), cerca de 3 mil famílias ocuparam a área de 20 mil hectares (segundo o MST). De acordo com o movimento, é a maior ocupação feita em Goiás nos últimos dez anos. Um hectare corresponde aproximadamente às medidas de um campo de futebol oficial.

Em nota, a equipe de Oliveira garante que a propriedade rural, localizada entre as cidades goianas de Alexânia e Corumbá, é produtiva e opera há mais de 25 anos em uma região livre de conflitos agrários. Assegura também que a Fazenda Santa Mônica cumpre todas as normas da legislação tributária, trabalhista e ambiental, razão pela qual o grupo classifica a ação do MST como “um ato surpreendente”.

“Confiamos na atuação das autoridades, em todas as esferas de responsabilidade, no sentido de, o mais rápido possível, apresentarem soluções pacíficas para o caso”, acrescenta a nota. Assessores do senador informaram à reportagem que um representante legal da Agropecuária Santa Mônica está se deslocando para o local.

Segundo o MST, a ocupação visa a alertar a sociedade para o fato de que a maior parte dos deputados e senadores da atual legislatura representa os interesses dos grandes produtores rurais, em detrimento dos produtores familiares e trabalhadores do campo, de onde famílias são expulsas pela especulação fundiária.

Tags: especulação, futebol, hectare, mst, ocupação

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.