Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

País

Preso na Papuda, Natan Donadon pede votos para irmã e cunhada

Portal Terra

Preso na penitenciária da Papuda, no Distrito Federal, o ex-deputado federal Natan Donadon enviou uma carta a eleitores de Rondônia pedindo votos para a irmã e para a cunhada, que são candidatas à Câmara dos Deputados e à Assembleia Legislativa, respectivamente. O chamado “clã Donadon” tenta retomar as duas vagas perdidas com as prisões dos irmãos Natan e Marcos Donadon.

Raquel Donadon (PTB), irmã dos dois presos, disputará uma vaga à Câmara dos Deputados, enquanto Rosângela Donadon (PMDB), mulher de Marcos, busca se eleger a deputada estadual. Natan e Marcos Donadon foram condenados por ter desviado recursos da Assembleia Legislativa de Rondônia entre 1995 e 1998, por meio da simulação de um contrato de publicidade. Na época, Marcos presidia a casa, e Natan era o diretor financeiro.

Na carta endereçada a eleitores da região de Vilhena, publicada em sites e blogs de Rondônia, Natan Donadon diz passar por momentos “tenebrosos” e se considera um injustiçado. “Neste momento em que escrevo esta carta, estou com as mãos trêmulas, com o coração acelerado e quero dizer a vocês que tenho sentido muitas saudades e que se Deus quiser em breve estaremos juntos”, redigiu o deputado cassado.

Em seguida, o ex-parlamentar pede o apoio da localidade de Vilhena, berço político da família. “Venho através desta carta pedir com muito carinho e respeito o apoio e o voto de todos vocês para a minha, a nossa candidata a deputada federal, em meu lugar, minha querida irmã Raquel Donadon, como se em mim estivessem votando”, escreveu, pedindo também apoio à cunhada.

Natan também alertou que nenhum outro candidato tem autorização para utilizar seu nome em campanha. O primo dos dois, Junior Donadon, também concorre a deputado federal pelo PMDB, mas a candidatura não é reconhecida pelo clã.

Em contato ao Terra, Raquel confirmou a veracidade da carta e o apoio do irmão. “Nós estamos trabalhando para continuar o trabalho de 40 anos na nossa região”, disse a candidata.

Natan Donadon foi cassado em fevereiro deste ano, na primeira vez que a Câmara analisou um processo de perda de mandato em votação aberta. Em agosto de 2013, a Casa manteve o mandato do então parlamentar, que já estava preso, quando os votos eram secretos. O episódio fez o Congresso acelerar a votação de uma proposta que mudou as decisões sobre cassação de mandatos.

Tags: 2014, campanhas, Eleições, Rondônia, sucessão

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.