Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

País

Melhoria nos aeroportos é trabalho permanente, diz Moreira Franco

Agência Brasil

A qualidade atingida pelos aeroportos brasileiros na Copa do Mundo deve ser a base para os serviços prestados daqui para a frente, disse hoje (27) o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, Moreira Franco. Ele espera que a qualidade obtida na prestação de serviço aeroportuário não seja simplesmente de momento, como na Copa. Ele acredita que o patamar de qualidade registrado servirá de referência para o trabalho permanente de melhorias e aprimoramento dos serviços.

O ministro participou da entrega do Prêmio Boa Viagem, em sua segunda edição, que destacou os aeroportos que prestaram os melhores serviços aos clientes durante a Copa do Mundo. O prêmio é entregue pela Secretaria de Aviação Civil e pelo Instituto Brasileiro de Turismo ( Embratur). Com relação ao trabalho de fiscalização das obras, que ainda serão feitas, Moreira Franco destacou que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) continua acompanhando rigorosamente o cumprimento dos contratos. “É importante que se entenda de uma vez por todas que no Brasil nós respeitamos os contratos. O governo respeita e se orienta, segue o que está escrito neles, e exige que as partes que assinaram os documentos os cumpram também”.

Outro ponto importante destacado pelo ministro-chefe da Aviação Civil foi o de que a Anac está estabelecendo regras comuns a serem seguidas na avaliação, tanto dos aeroportos concessionados como daqueles que têm serviços da Infraero. Franco ressaltou que a empresa pública se prepara cada vez mais para viver o ambiente da concorrência.

Entre os vencedores do Prêmio Boa Viagem, o Aeroporto Internacional Afonso Pena, em Curitiba, foi eleito como o melhor da Copa do Mundo, segundo os passageiros. Já o Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, venceu na categoria controle aduaneiro. Quatro aeroportos receberam prêmios em oito categorias. Além de Brasília e Curitiba, os de Confins (Belo Horizonte) e Congonhas (São Paulo) também receberam troféus. Nesta segunda edição, mais de 11.900 entrevistas foram realizadas com passageiros, entre os dias 04 e 21 de junho, em diferentes aeroportos.

 

Tags: franco, moreira, Prêmio, terminais, Voos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.