Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Internacional

Presidente ucraniano dissolve Parlamento e convoca eleições

Agência ANSA

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, decidiu dissolver o Parlamento nesta segunda-feira (25) e convocar novas eleições no país, segundo a agência de notícias Unian, que citou um tweet do assessor de imprensa do chefe de Estado, Svyatoslav Tsegolko.    

Na rede social, o funcionário de Poroshenko acusou a maioria dos deputados atuais de ter aprovado "leis ditatoriais" no passado. Ele refere-se aos ex-aliados do ex-presidente Viktor Yanukovich, pró-Rússia, que mudaram de lado e passaram a apoiar grupos pró-Ocidente após as revoltas da praça da Independência em Kiev.    

Por isso, de acordo com Tsegolko, esses parlamentares não teriam legitimidade para representar o povo. Com a dissolução do Congresso, o chefe de Estado convocou eleições gerais para 26 de outubro, medida que ele considera necessária para tirar o país da guerra e acelerar o caminho de integração com a União Europeia.    

Desde a metade de abril, o leste da Ucrânia vive um grave conflito entre as forças oficiais e rebeldes separatistas pró-Moscou, durante o qual foi derrubado um Boeing 777 da Malaysia Airlines com 298 pessoas a bordo. Ao todo, os confrontos já deixaram mais de 2 mil mortos. 

Tags: crise, EUA, política, russia, ucranianos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.