Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

País

Dois presos são assassinados durante rebelião no Paraná

Várias pessoas são mantidas reféns

Jornal do Brasil

Dois presos foram decapitados e pelo menos dois ficaram gravemente feridos na manhã deste domingo (24) durante uma rebelião na Penitenciária Estadual de Cascavel, no Oeste do Paraná, segundo o jornal Gazeta do Povo. O motim começou no fim da madrugada e ainda não foi controlado. Pelo menos 800 detentos participam da rebelião. Dois agentes penitenciários foram feitos reféns e ainda estavam nas mãos dos presos no meio da tarde. Outros presos ainda estão como reféns na penitenciária.

Ainda não há informações sobre as reivindicações, mas os detentos reclamam de opressão no presídio. Os presos se reuniram no teto da penitenciária. A Polícia Militar negocia o fim da rebelião, mas o clima ainda era bastante tenso. Relatos de policiais e de agentes dão conta de que praticamente todos os pavilhões da unidade prisional foram destruídos.

Pelo menos 800 detentos participam da rebelião
Pelo menos 800 detentos participam da rebelião

Quatro detentos foram atirados do teto do presídio, de uma altura de cerca de 15 metros e permaneceram no chão por cerca de três horas até as equipes de resgate do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar conseguirem entrar no pátio em segurança. 

Várias pessoas foram espancadas pelos detentos e mostradas para quem acompanha a rebelião pelo lado de fora.

Segundo a Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Paraná, cerca de 60% da penitenciária está tomada pelos presos. Um juiz local e o comandante da PM em Cascavel realizam as negociações. 

Entre os presos mortos pode estar um ex-policial civil preso na delegacia de Cascavel, suspeito de furtar peças de veículos apreendidos e vender. De acordo com o Depen, o ex-policial estava entre os reféns, mas ainda não foi confirmado se ele foi um dos decapitados.

Tags: cascavel, detentos, motim, PR, reféns

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.