Jornal do Brasil

Quarta-feira, 1 de Outubro de 2014

País

CPI da Petrobras pode convocar contador do PT e suposto laranja de Youssef

Agência Senado

A CPI Mista que investiga denúncias de corrupção na Petrobras recebeu nesta quarta-feira (20) mais pedidos de convocações para depoimentos. Entre os possíveis convocados, está o tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto.

A iniciativa partiu do deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), que pretende saber por que o tesoureiro se encontrou com o doleiro Alberto Youssef dias antes de ser deflagrada a Operação Lava, Jato da Polícia Federal. Youssef foi preso, acusado de comandar um esquema criminoso, envolvendo corrupção, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e outros crimes.

Ao justificar seu requerimento, o parlamentar cita reportagem do jornal Folha de S. Paulo do dia 13 de agosto, revelando que a PF suspeita que João Vaccari Neto possa ter intermediado negócios entre o fundo de pensão da Petrobras, Petros, e empresas do doleiro.

O encontro teria ocorrido na sede da GFD Investimentos, de propriedade de Youssef. A empresa, segundo depoimento de Meire Poza, contadora de Youssef, não desenvolve qualquer tipo de atividade comercial.

Laranja

Outro pedido de convocação apresentado diz respeito a João Procópio Junqueira Pacheco de Almeida Prado. Segundo o deputado Izalci (PSDB-DF), a Polícia Federal vê indícios de que ele seria laranja de Alberto Youssef.

O deputado lembra que, ao dar continuidade às investigações da Lava Jato, a polícia investigou o banco português Carregosa, supostamente usado por Alberto Youssef para remessas de valores à Suíça, e levantou que pelo menos US$ 5 milhões em contas em nome de Procópio estão bloqueados em Genebra.

As convocações ainda precisam ser votadas pela CPI Mista, que só deve se reunir novamente em 2 de setembro.

Tags: comissão, estatal, inquérito, parlamentar, Petróleo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.