Jornal do Brasil

Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

País

Operação no Sul do país combate adulteração de leite

Agência Brasil

Vinte pessoas suspeitas de participar de um esquema de adulteração de leite foram presas hoje (19) em cidades catarinenses e gaúchas, como parte de ação conjunta do Ministério Público (MP) de Santa Catarina, das polícias Civil e Militar do estado, da Secretaria Estadual de Fazenda e do Ministério da Agricultura.

Também foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão em unidades industriais, residências e propriedades rurais em sete cidades do oeste e extremo oeste de Santa Catarina e do noroeste gaúcho.

Batizadas de Leite Adulterado 1 e Leite Adulterado 2, as operações realizadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) de Chapecó (SC) resultaram na prisão de pessoas ligadas a duas empresas localizadas nos municípios de Lajeado Grande, Ponte Serrada e Mondaí, em Santa Catarina, e Vista Alegre, no Rio Grande do Sul.

Segundo o Ministério Público, as investigações começaram em abril e estão focadas em empresas de laticínios, unidades resfriadoras e transportadoras de leite. A suspeita é que funcionários e empresários estejam adulterando o leite destinado ao consumo humano, tornando-o nocivo à saúde ou reduzindo o valor nutricional.

“A maioria dos laticínios investigados contém produtos químicos, principalmente o formol”, destacou o promotor Cyro Guerreiro, que participou das operações. Guerreio informou que o leite contaminado foi distribuído em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul e em São Paulo.

“Não podemos divulgar ainda o nome das empresas envolvidas nem das pessoas presas, porque as investigações continuam”, disse. Segundo o promotor, o Ministério Público não pode dizer se o produto contaminado chegou à mesa do consumidor. “Quem está rastreando isso é o Ministério da Agricultura. Nós estamos apurando as responsabilidades na esfera criminal”, explicou.

O Ministério da Agricultura informou que o relatório com os detalhes da investigação será divulgado amanhã (20).

Tags: . fiscais, Fraudes, laticínios, produtos, Sul

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.