Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

País

Financial Times: PSB escolhe Marina Silva como candidata à presidência

Jornal faz análise sobre a possível confirmação da candidatura de Marina Silva pelo PSB

Jornal do Brasil

Em artigo publicado neste domingo (17) o Financial Times afirma que o PSB já escolheu Marina Silva para substituir Eduardo Campos, morto em um acidente de avião na semana passada. Segundo o Financial, membros do partido teriam confirmado a informação durante o final de semana, mas que isso só seria anunciado oficialmente na quarta-feira.

Embora alguns analistas tenham sugerido que Marina poderia ter escolhido a viúva de Campos, Renata Campos, para se tornar sua vice, Beto Albuquerque, líder do PSB na Câmara, se tornou o favorito para assumir essa posição.

Durante este domingo (18) milhares de pessoas participaram do velório e sepultamento de Campos, no Recife.

Segundo o Financial Times, durante o enterro as pessoas gritaram: “nós não vamos desistir do Brasil”, um das últimas frases que Campos disse durante sua ultima entrevista antes do acidente. Três dos seus cinco filhos seguravam placas com a mesma frase enquanto acompanhavam o caixão no alto do carro de bombeiros.

Políticos do alto escalão participaram do funeral de Campos, incluindo a presidente Dilma Roussef. Segundo o jornal, algumas pessoas na multidão chegaram a vaiar a presidente, relembrando a recepção que ela teve durante os jogos da Copa no Brasil, este ano.

Enquanto Campos lutava para vencer as eleições presidenciais deste ano, muitos  pensavam que ele seria um bom líder no futuro, e sua morte foi tratada como uma tragédia nacional. Além disso, os novos acontecimentos teriam mudado a dinâmica eleitoral.

No artigo, o jornal relembra que Marina Silva chegou a ter 20% dos votos da eleição para presidente em 2010, quando era candidata pelo Partido Verde.  Além disso, o jornal afirma que ela já teria uma grande base de apoio nacional e tem uma grande chance de ser eleita para o cargo este ano, segundo alguns analistas.

O jornal inglês destaca Marina Silva como uma “cristã evangélica e ativista ambiental convicta” e que teria o apoio da comunidade evangélica brasileira, da camada mais jovem da população e dos intelectuais de elite. Para o Financial, “sua luta para vencer a pobreza e o analfabetismo aumentaram o seu apelo”.

Além disso, o jornal afirma que a candidatura de Marina, tendo ela sido ex-membro do PT, causará dificuldade para que Dilma faça uma campanha mais pesada nas semanas que antecedem a eleição.

No entanto, o jornal  observa que Marina pode encontrar uma forte oposição no poderoso lobby do agronegócio e, no caso de sua postura ambiental, ela tem apoio isolado de alguns políticos com o mesmo pensamento. Ela somente se juntou a Eduardo Campos em outubro do ano passado, depois de não conseguir fundar seu próprio partido, o Rede Sustentabilidade, e encarou sua aliança com o PSB como uma forma de testar sua candidatura a eleições futuras.

Tags: Eduardo Campos, Eleições, Marina Silva, presidência, PSB

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.