Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

País

Em carro aberto, caixão de Campos segue para Cemitério de Santo Amaro

Jornal do Brasil

O corpo do ex-governador e candidato à Presidência Eduardo Campos segue neste momento para o Cemitério de Santo Amaro, onde será sepultado. O caixão, coberto pela bandeira do Brasil, será levado em carro aberto do Corpo de Bombeiros durante o trajeto de aproximadamente dois quilômetros. Uma multidão tomou a ponte Princesa Isabel, no centro do Recife, seguindo o cortejo para se despedir do ex-governador. 

Em cima do carro, seguem também quatro dos cinco filhos de Campos, a viúva, Renata Campos, a vice na chapa do PSB, Marina Silva, e o candidato ao governo pernambucano pelo PSB, Paulo Câmara.

Segundo a Polícia Militar, entre as 2h e as 13h de hoje (17), 130 pessoas passaram pelo velório de Campos, no Palácio do Campo das Princesas. Em resposta ao apoio das milhares de pessoas que estiveram no local, Ana Arraes, disse: "Estou em paz", e agradeceu: "Obrigada minha gente, obrigada".

>> Presidenta Dilma Rousseff presta última homenagem a Eduardo Campos

>> Milhares lotam Praça da República para último adeus a Eduardo Campos

>> Corpo de assessor de imprensa de Campos é enterrado no Recife

Já eram mais de 2h quando o cortejo fúnebre com os restos mortais do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e de três assessores dele, mortos na última quarta-feira (13) em um acidente aéreo em Santos, litoral de São Paulo, chegou ao Palácio do Campo das Princesas, local do velório, sob palmas de milhares de pessoas.

Por cerca de três horas, o desfile em carro aberto do Corpo de Bombeiros passou por várias ruas do Recife acompanhado por centenas de pessoas e de carros. Ao lado do caixão, três dos cinco filhos de Eduardo Campos comandam as saudações ao ex-governador. Renata Campos, viúva de Eduardo, levou Miguel, filho mais novo do casal dentro da cabine da viatura, ao lado de Cecília Ramos, viúva de Carlos Percol.

A chegada dos restos mortais ao largo da Praça da República, no Centro da capital, foi marcada por uma enorme comoção. Desde o início da manhã de ontem (16), pernambucanos de vários lugares do estado se concentravam no local à espera do último adeus. Alguns chegaram a dormir sentados encostados na cerca montada pelo governo do pernambucano paraorganizar a passagem pelos caixões.

Pessoas enroladas a bandeiras do Brasil, de Pernambuco, do Náutico – time de coração do ex-governador – acompanharam com palmas o transporte da urna com os restos mortais do ex-presidenciável da viatura do Corpo de Bombeiro até o local do velório. Muitos não contiveram o choro.

Ana Arraes, mães de Eduardo e ministra do Tribunal de Constas da União, demonstrava-se inconsolada. Por diversas vezes, abraçou o caixão aos prantos. Renata Campos, visivelmente abatida, manteve-se serena e foi abraçada pelos filhos diversas vezes. Ela passou toda a madrugada ao lado do corpo do marido. Familiares, amigos, políticos, correligionários também prestaram reverência. Marina Silva, vice de Campos na chapa do PSB à Presidência, ficou alguns instantes ao lado do caixão (coberto pelas bandeiras do Brasil, de Pernambuco e do PSB) e acompanhou os gritos dos pernambucanos.

* Com informações da Agência Brasil

Tags: acidente, Eduardo Campos, enterro, velório, Vítimas

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.