Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

País

Em vídeo de junho, Campos diz que seu avião "não funcionou"

Portal Terra

Em um vídeo gravado em Maringá (PR) pela produtora RPS, em 16 de junho deste ano, o candidato à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos, aparece contando à plateia da Associação Comercial que se atrasara para o encontro porque o jato Cessna 560 XL, o mesmo que caiu em Santos, não funcionou. O candidato ainda brincou: "ainda bem que foi no solo".

Ao lado de sua vice, Marina Silva, Campos discursou: "boa tarde. Nossas desculpas. Nós íamos chegar rigorosamente no horário. Entramos no avião, em Londrina, e o avião não funcionou. Ainda bem que foi no solo". O comentário gerou risos da plateia, e o candidato emendou, "se fosse o contrário...".

Eduardo Campos morreu na última quarta-feira, junto com outras seis pessoas, quando o jato Cessna em que viajava constantemente para cumprir agenda de campanha caiu em Santos, no litoral paulista. Ainda não se sabe a causa do acidente.

Além de Campos, as demais vítimas foram Pedro Almeida Valadares Neto, assessor do candidato; Carlos Augusto Ramos Leal Filho, assessor de imprensa; Alexandre Severo Gomes e Silva, fotógrafo; Marcelo de Oliveira Lyra, cinegrafista; e os pilotos Marcos Martins e José Stoffel Filho.

Tags: Campos, candidato, eduardo, morte, presidência

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.