Jornal do Brasil

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

País

Restos mortais foram achados a mais de 100 m de acidente

Portal Terra

Os restos mortais das vítimas do acidente que matou o candidato à Presidência da República Eduardo Campos na manhã desta quarta-feira, em Santos, no litoral de São Paulo, foram encontrados em um raio de cerca de 130 metros do local da queda da aeronave, segundo informou o Corpo de Bombeiros. “Encontramos restos mortais a cerca de 130 metros do local, foi o pior acidente aéreo que já vi. Uma grande violência, devido ao impacto”, disse o coronel do Corpo de Bombeiros Roberto Lago.

Os trabalhos de resgate continuam nesta quinta-feira e devem se encerra por volta do meio-dia. Segundo Lago, já foram encontrados quase todos os restos mortais e cerca de 18 homens fazem a última varredura no local para tentar encontrar o que falta. Equipes já fizeram duas viagens até o Instituto Médico Legal (IML) central em São Paulo para levar o material recolhido.

Durante toda a madrugada, cerca de 35 bombeiros trabalharam no local com equipamentos de iluminação que foi trazido de São Paulo para auxiliar nas buscas. No final da madrugada, as equipes de resgate chegaram até a área que foi atingida pela cabine e encontraram, inclusive, a carteira de Eduardo Campos ao lado de restos mortais que devem ser identificados por exames de DNA.

Bombeiros trabalham no local dos destroços
Bombeiros trabalham no local dos destroços

Dez imóveis foram interditados pela defesa civil após o acidente e as pessoas passaram a noite em casas de familiares. Pela manhã, técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) devem chegar para avaliar os imóveis.

Além das sete pessoas que morreram, dez pessoas ficaram feridas e foram enviadas para hospitais de Santos. Todas as vítimas resgatadas passam bem, apenas um bebê permanece internado na Santa Casa de Misericórdia para observação e não corre risco de vida.

A companhia Líder Aviação, que cuidou do embarque dos passageiros, informou a lista oficial de passageiros que estavam no avião:

Eduardo Henrique Acioly Campos - candidato a presidente pelo PSB

Pedro Almeida Valadares Neto - assessor direto de Eduardo Campos

Carlos Augusto Ramos Leal Filho - assessor de imprensa do candidato

Alexandre Severo Gomes e Silva - fotógrafo oficial da campanha

Marcelo de Oliveira Lyra - cinegrafista da campanha

Pilotos: comandante Marcos Martins, comandante José Stoffel Filho.

Tags: avião, Campos, eleição, morte, queda

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.