Jornal do Brasil

Sábado, 1 de Novembro de 2014

País

Dentista de Eduardo Campos auxilia na identificação de corpo

Portal Terra

O dentista do ex-governador Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo nesta quarta-feira em Santos, no litoral de São Paulo, foi até o local do acidente para auxiliar a perícia no reconhecimento no corpo do candidato à Presidência da República. Fernando Cavalcanti chegou a Santos durante a madrugada, levando radiografias com detalhes da arcada dentária e Campos.

Por causa das condições dos corpos, é possível que a identificação seja feita apenas por DNA. O delegado responsável pelas investigações, Aldo Galeano, disse a jornalistas que os restos mortais das vítimas foram transferidos ao Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo para passar por testes genéticos que permitirão a identificação de Campos, seus quatro acompanhantes e os dois tripulantes.

Segundo Galeano, a chuva e o vento em Guarujá impediram o avião de aterrissar e a torre de controle pediu que sobrevoasse a região, motivo pelo qual o piloto decidiu dar uma volta sobre a vizinha cidade de Santos para esperar que melhorassem as condições meteorológicas.

Bombeiros fazem buscas no local da acidente
Bombeiros fazem buscas no local da acidente

"O que supomos é que o piloto buscou uma área isolada, perto de uma piscina, uma área bastante aberta para forçar a aterrissagem, mas o avião explodiu", comentou Galeano, para quem uma das questões a resolver é se a explosão da aeronave aconteceu no ar ou com o impacto.

Gaelano comandou também as investigações da Polícia Civil de São Paulo após o acidente do avião da TAM em julho de 2007, no aeroporto de Congonhas, no qual morreram 199 pessoas.

O chefe policial indicou que partes dos destroços do avião serão analisadas em São Paulo e as turbinas foram levadas à vizinha São José dos Campos, onde opera o maior centro tecnológico aeronáutico do país. Os primeiros resultados das investigações, segundo Galeano, demorarão entre 30 e 40 dias.

Vítimas

A companhia Líder Aviação, que cuidou do embarque dos passageiros, informou a lista oficial de passageiros que estavam no avião:

Eduardo Henrique Acioly Campos - candidato a presidente pelo PSB

Pedro Almeida Valadares Neto - assessor direto de Eduardo Campos

Carlos Augusto Ramos Leal Filho - assessor de imprensa do candidato

Alexandre Severo Gomes e Silva - fotógrafo oficial da campanha

Marcelo de Oliveira Lyra - cinegrafista da campanha

Pilotos: comandante Marcos Martins, comandante José Stoffel Filho.

Campos, terceiro nas pesquisas para as eleições de 5 de outubro e companheiro de chapa de Marina Silva, tinha um compromisso de campanha em Santos, no litoral paulista, às 10h30 e não apareceu.

Segundo o Comando da Aeronáutica, a aeronave é um Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, viajava do Rio de Janeiro para o aeroporto do Guarujá e perdeu contato com o controle de tráfego aéreo durante o trajeto. Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), quando se preparava para o pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo.

A queda aconteceu pouco depois das 10h. A poucos metros do local onde a aeronave caiu funcionam uma escola infantil e uma academia de ginástica. A região é, em grande parte, ocupada por casas e comércios.

Tags: avião, Campos, eleição, morte, queda

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.